João Pessoa 18/08/2018 14:04Hs

Início » Últimas » Médico agride filho de paciente dentro do hospital

Médico agride filho de paciente dentro do hospital

Na tarde desta segunda feira (29), por volta das 12:35hs, um tumulto foi registrado na Clínica de Olhos do Hospital Regional de Guarabira. O filho de um dos pacientes que estava na clinica, foi agredido por um dos médicos dentro do hospital, a Polícia Militar foi acionada, tumulto e correira na recepção da clinica.

A vitima agredida pelo médico conversou com nossa equipe de reportagem e contou na íntegra todo o ocorrido, Segundo Josélio Francisco 32 anos, residente na cidade de Guarabira, o médico Daniel M. Stropp, o agrediu a socos e canetadas, dentro da clinica, ele estava acompanhando  seu pai Francisco neto 70 anos, residente na   Zona Rural de Araçagi, que estava aguardando o médico para realizar uma cirurgia de catarata.

Jocélio conversou com a nossa equipe e disse que a discussão começou porque o médico chegou atrasado, segundo ele o mesmo estava no hospital com o seu pai desde das 4:30 da manhã aguardando a cirurgia, e o médico chegou atrasado as 11:40 da manhã , entrou na sala de cirurgia, logo após saiu e disse  que não iria atender os pacientes porque o aparelho que realizaria a cirurgia estava quebrado.

Sentindo-se prejudicado, Jocélio questionou o médico porque o mesmo, já havia adiado por duas vezes o procedimento cirúrgico do seu pai. ”Reclamei e ele disse que se eu trouxesse a minha mãe ele não teria condições de atender”.

A vítima então questionou mais uma vez, perguntou se o médico viria no horário e que se no próximo sábado (02) ele realmente iria fazer a cirurgia, foi ai que o médico começou a agredi-lo, com socos e canetadas, ele acrescentou ainda que o médico tomou o celular dele, jogou no chão e pisou, o motivo seria um vídeo que a vítima estava gravando, e que um dos homens que acompanhava o médico o segurou, o tumulto dentro da clinica foi tão grande que pacientes idosos assustados saíram correndo do local, a RP, guarnição da PM chegou ao local e controlou o tumulto.

O médico e a vítima foram a delegacia prestar queixa e esclarecimentos, populares que estavam no local, vaiaram o médico durante a saída do hospital.

veja o depoimento de jocélio

 

Nossa equipe de reportagem procurou o médico Dr. Daniel M. Stropp, para contar a sua versão dos fatos, o médico  não se pronunciou, o mesmo disse que irá tomar providencias na justiça e que só lá falaria sobre o caso.

 

Jaceline Maques