João Pessoa 15/08/2018 07:23Hs

Início » Últimas » Padre Djacy Brasileiro clama por socorro após várias mortes e acidentes no Vale do Piancó neste final de semana

Padre Djacy Brasileiro clama por socorro após várias mortes e acidentes no Vale do Piancó neste final de semana


padre Djacy BrasileiroO Vale do Piancó registrou um final de semana com três homicídios e três tentativas nas cidades de Itaporanga, Piancó e Igaracy. As viaturas do SAMU de Itaporanga e de algumas cidades vizinhas ultrapassaram mais de 80 ocorrências no dia e noite deste domingo (03). Após a onda assassinatos e acidentes, o padre Djacy Brasileiro, que tem forte atuação religiosa na região, ocupou as redes sócias para lamentar a situação e cobrar providências das autoridades.

“É lamentável que nosso o nosso Vale do Piancó esteja se afogando, a cada dia que passa, no mar da violência. Está de assombrar. Como filho e Padre desta região, nunca vi tanto sangue derramado. E a cada dia que passa, a situação vai piorando. É violência mais violência. Neste domingo, ao acessar alguns sites da região, fiquei estarrecido, surpreso, indignado, revoltado e muito triste, quando me deparei com as manchetes falando somente de sangue”, afirmou.

“Como cidadão sertanejo, filho do Vale, e Padre que atua na referida região, quero gritar meu grito profético: autoridades paraibanas, a situação é gravíssima, não podemos ficar parado no tempo sem nada fazer. O povo já vive momento de desespero. As medidas de combate a essa onda assombrosa da violência têm que ser tomadas urgentemente. É questão de vida ou morte. Socorro!”, acrescentou.

Padre Djaciy Brasileiro, disse também esperar que “seu brado não seja levado para o lado político- ideológico-partidário”. “Pelo o amor de Deus, não queiram tirar proveito político-eleitoral desse mar de sangue na minha região”, afirmou.

Padre Djacy é bastante conhecido na Paraíba por sua ligação com as questões sociais, sobretudo as ligadas a seca. Ele já acampou em frente ao Congresso Nacional, em Brasília (DF), para cobrar providências contra as estiagenes prolongadas no semiárido nordestino e agilidade no projeto de transposição de águias do Rio São Francisco.

Ocorrências

Só em Itaporanga foram registradas duas mortes e uma tentativa de homicídio entre a tarde e a noite deste domingo (03). O caso que mais chamou a atenção da polícia aconteceu próximo ao estádio de futebol da cidade de Itaporanga.

No início da noite deste domingo, o jovem Valderir Missiano da Silva, de 19 anos, morreu após ser esfaqueado por um menor de idade. O suposto autor das facadas se desentendeu e durante luta corporal chegou a dar vários golpes de faca no Valderir. A polícia acredita que o crime tenha começado com uma discursão durante um campeonato de futebol que esta acontecendo na zona rural de Itaporanga

Instantes depois do homicídio, mais um fato mobilizou a polícia de Itaporanga. O jovem Anderson Alves Nunes, de 23 anos, foi esfaqueado quando passava em uma rua por trás do Itaporanga Esporte Clube. Ele, que havia chegado recentemente de São Paulo e morava com os pais na rua Bela Vista, sofreu uma perfuração no tórax.

Em outro incidente aconteceu na agrovila Jesus Cristo, um homem com o nome de Josué teria efetuado três disparo de arma de fogo contra uma pessoa ainda não identificada, que não resistiu aos ferimentos venho a óbito.

Outro crime aconteceu na final da manhã deste domingo, na Rua Ostílio de Sousa, bairro Santo Antônio, em Piancó. O feirante Rodrigo de Souza, de 29 anos, que é casado e pai de dois filhos, foi morto com quatro tiros. O acusado do crime, segundo a polícia, é Valdenor Fernandes Bezerra. A informação é que ele reside em Patos, mas estava na casa do sogro, que mora na mesma rua da antiga casa da vítima.

De acordo com o pai do jovem assassinado, seu filho mudou de endereço para evitar desentendimento com o acusado, mas, neste domingo, resolveu voltar à sua antiga residência para pegar uma antena, e, no momento que deixava o local em uma moto, foi alvejado por seis tiros, quatro dos quais o atingiram. O jovem chegou ainda a ser socorrido, mas já deu entrada no hospital sem vida.

MaisPB