João Pessoa 24/06/2018 14:51Hs

Início » Paraíba » Recadastramento do PAA-Leite que foi adotado na Paraíba é referência nacional

Recadastramento do PAA-Leite que foi adotado na Paraíba é referência nacional

A Paraíba se tornou referência nacional em recadastrar os produtores rurais para sua inclusão no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) – Leite. Com o objetivo de mostrar esta prática eficaz na Paraíba, nesta segunda feira (22), o secretário de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, Marenilson Batista, vai a Fortaleza (CE) para ministrar a palestra “Medidas adotadas no Estado da Paraíba para realizar o recadastramento das Declarações de Aptidão ao Pronaf (DAP)”. O evento faz parte da programação do Seminário sobre a nova forma de operacionalização do PAA, que se estende até a quarta-feira (24).

O PAA – Leite garante a compra do leite do produtor rural pelo Estado. Para que isso aconteça cada produtor deve estar com sua Declaração de Aptidão ao Pronaf regularizada. É neste ponto de recadastrar as DAP’s para torná-las regulares que o Governo do Estado vendo sendo referência nacional dentro do programa. A Paraíba possui 3.906 produtores rurais recadastrados com a DAP’s regular e conta com 26 usinas de beneficiamento de leite em vários municípios.

Segundo Marenilson Batista, o êxito na prática de recadastramento das DAP’s está relacionado ao trabalho conjunto entre a Secretaria de Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca e as empresas vinculadas. “É na parceria com as empresas vinculadas, como a Emater, que realiza a assistência técnica em campo em todo o Estado, que conseguimos estabelecer esse patamar de recadastramento e regularização das DAP’s para que os produtores tenham a compra do seu produto garantida a preço fixo”, comenta Marenilson.

O seminário é realizado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, por intermédio da Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, e tem como objetivo apresentar as mudanças que serão adotadas na execução do PAA.

PAA-Leite – A modalidade de Incentivo à Produção e Consumo de Leite (PAA-Leite) foi criada para contribuir com o aumento do consumo de leite pelas famílias que se encontram em situação de insegurança alimentar e também incentivar a produção de agricultores familiares. O PAA-Leite atua no território da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), sendo beneficiados todos os Estados da região e também o Norte de Minas Gerais.

Para desenvolver a modalidade, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) firmou convênios com 10 governos estaduais, atendendo a 1,2 mil municípios. Diariamente, cerca de 700 mil famílias recebem o leite produzido por mais de 29 mil agricultores. O produto é pasteurizado em laticínios cadastrados e, posteriormente, transportado para os pontos de distribuição às famílias.

O valor do litro do leite já é prefixado pelo Grupo Gestor e é atualizado semestralmente de acordo com a média dos preços praticados pelo mercado local. Na Paraíba, o Governo garante aos produtores a compra do litro de leite a 0,97centavos sendo 0,82 pagos pelo MDS e mais um incentivo de 0,15 centavos do Estado.

Para participar do PAA Leite e ter a compra garantida do seu produto a preço fixo, o agricultor familiar deve seguir exigências, como produzir no máximo 100L de leite/dia; possuir Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), enquadrando-se nas categorias A, A/C, B ou Agricultor Familiar; e ter comprovante de vacinação dos animais.

Fonte: Secom-PB