João Pessoa 18/06/2018 02:25Hs

Início » Variedades » Brasil quer atrair parceiros comerciais em encontro na Turquia

Brasil quer atrair parceiros comerciais em encontro na Turquia

O governo brasileiro quer intensificar a relação comercial na Turquia por meio de missão empresarial. Entre os dias 30 e 31 de outubro, empresários brasileiros vão participar de rodadas de negócios para inserir e expandir as atividades comerciais nos mercados turcos e países da região, como Rússia, Ucrânia, Hungria, Cazaquistão e Azerbaijão.

Brasil

Governo quer ampliar destino de exportações brasileiras

A iniciativa, organizada pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), busca ampliar as vendas na região. Segundo a secretaria de Comércio Exterior do MDIC, Tatiana Prazeres, os países visitados têm “potencial comercial a ser explorado, pois vêm apresentando crescimento econômico importante nos últimos anos”, comentou.

O governo está interessado na prospecção de mercados não tradicionais para ampliar os destinos das exportações brasileiras. A pauta diversificada diminui a dependência das vendas para o exterior em mercados tidos como tradicionais. Com exceção da Rússia (1,3% em 2011), cada um dos demais países representa menos de 1% da pauta exportadora brasileira.

– Este vem sendo um ano difícil para o comércio exterior brasileiro por conta da crise econômica internacional. Neste momento, é necessário intensificar o esforço para ampliar as vendas para mercados não tradicionais, especialmente para economias mais dinâmicas e emergentes – destacou Tatiana.

A estimativa é que os empresários brasileiros fechem US$ 20 milhões em acordos comerciais imediatos e para os próximos 12 meses. Cada negociador do Brasil participará de pelo menos oito rodadas de negócios com compradores que, previamente, manifestaram interesse em adquirir os produtos por eles comercializados.

A comitiva brasileira contará com representantes dos setores de alimentos e bebidas; elétrico-eletrônico; máquinas e equipamentos; moda; produtos químicos e farmacêuticos; saúde; e tecnologia. Este ano, foram organizados intercâmbios empresariais voltados para o Peru e a Colômbia. Outra missão está agendada ir à China, em novembro.