2º Secretário assume presidência interinamente do Poder Legislativo sousense após afastamento do presidente em Sousa

SEGUNDO SECRETÁRIO DE SOUSAO Vereador, Zenias Alves (PTB), – foto, 2º secretário da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Sousa, assumiu interinamente, a presidência do Poder Legislativo, após afastamento pela Justiça do Presidente, Eduardo Medeiros pelo prazo de 180 dias para apurar denúncias de Improbidade Administrativa.
A posse do 2º Secretário só foi possível, por que o vice-presidente, Assis Estela (PDT) se encontra afastado para tratamento médico. O 1º Secretário, Vereador, Diógenes Ferreira (PCdoB), também tirou licença na sessão de terça-feira (01) por 121 dias para tratamento médico, assumindo em seu lugar o suplente, Thomas Marques (PCdoB).
Em declaração, Zenias Alves disse que vai fazer o seu papel de presidente, e convocará o 3º Suplente da Coligação, Dedé Veras (PSDB) para assumir a vaga deixada por Eduardo Medeiros (PTB), dentro do limite estabelecido pela Justiça.
Entenda
O Presidente da Câmara de Sousa, Eduardo Medeiros (PTB) foi afastado das suas funções, mediante Ação de Improbidade Administrativa proposta pelo Ministério Público, em face do Vereador, Nedimar de Paiva Gadelha Júnior (PSD), teriam comedido no exercício de suas funções, atos caracterizados de prejuízo ao erário, e enriquecimento indevido.
Na denúncia, o Vereador, Nedimar de Paiva Gadelha Júnior, nomeou como assessor especial de gabinete, Marcos Antônio de Paiva Gadelha, sem que ele tomasse conhecimento do assunto. Num período de mais de dois anos teria ficado com o dinheiro do assessor, sem ter para isso, procuração, cuja ação em tese era do conhecimento da Mesa Diretora do Poder Legislativo sousense que efetuava o pagamento ao Funcionário Fantasma.
O Presidente da Câmara, Dr. Eduardo é citado no Processo, também acusado de tentar obstaculizar a investigação, e até esconder documentos, ou falsificar, depois encaminhá-los à Justiça.
O Promotor, Dr. Leonardo Quintans apresentou Ação Cautelar pedindo seu afastamento das funções até que sejam apuradas as denúncias para que não houvesse prejuízo ao andamento da Ação, cuja solicitação foi acatada pelo Juízo da 4ª Vara da Comarca de Sousa, Dr. Diego Fernandes Guimarães.
Cabem recursos, e os advogados dos Vereadores estão recorrendo da decisão ao Tribunal de Justiça da Paraíba.
A sessão realizada ontem no Poder Legislativo sousense foi presidia pelo Vereador, Zénias Alves, presidente interino da Casa de Otacílio Gomes de Sá.
Redação
@folhadosertao