Acusados de fraudes na regularização de carros roubados são presos em Campina Grande

Acusados de fraudes na regularização de carros roubados são presos em Campina Grande

Os suspeitos serão apresentados nesta quinta-feira ao Judiciário para Audiência de Custódia. (Foto: Walla Santos)

Três acusados de esquema de regularização fraudulenta de veículos roubados frente ao Detran foram presos nesta quinta-feira (23), em Campina Grande, na Paraíba, após uma operação da Polícia Civil.  As prisões foram realizadas através da Delegacia Especializada de Crimes contra o Patrimônio de Campina Grande, com o apoio da Delegacia Municipal de Queimadas.

Em 2008, o chefe do Detran em Campina Grande Luiz Justino, foi preso durante a Operação Cascavel. Ao todo 30 mandados de prisão foram cumpridos. De acordo com a PF, os carros eram roubados e tinham os chassis adulterados na Paraíba.

A Operação Fim da Linha cumpriu três mandados de prisão contra Agostinho Gonzaga Neto de 57 anos, Bernadete Gonzaga Leal, de 61 anos e Lizandra Leal de Oliveira, de 41 anos. Além deles, um quarto suspeito está foragido, identificado como Claves Almeida Lopes, proprietário da empresa “Claves Emplacamentos”.

Após 11 anos de recursos judiciais foram decretadas as prisões definitivas dos suspeitos. Os três presos foram condenados a 13 anos e 8 meses, já o suspeito foragido foi condenado a 15 anos e 8 meses de prisão em regime inicialmente fechado.

Os suspeitos serão apresentados nesta quinta-feira ao Judiciário para Audiência de Custódia.

ClickPB