Adolescente que estava desaparecida é encontrada e teria ido a encontro marcado na internet - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Adolescente que estava desaparecida é encontrada e teria ido a encontro marcado na internet

120625,362,80,0,0,362,271,0,0,0,0Uma adolescente de 16 anos, que estava desaparecida desde o último domingo (23), foi encontrada na noite desta quarta-feira (26). Ela havia sido vista pela última vez na parada final de ônibus no Bairro das Indústrias, em João Pessoa. A própria família forneceu os dados da adolescente à imprensa, com nome e fotos, na tentativa de que ela fosse reconhecida por terceiros.

De acordo com informações do repórter Marcos Antônio, da TV Correio, a garota alegou à família que iria se encontrar com uma prima, mas, na verdade, ele teria marcado um encontro com um jovem – até agora não identificado – pela internet.

Quando soube que o serviço de inteligência da Polícia Militar, o acusado – que seria maior de idade – estava investigando o caso, a garota foi colocada em um ônibus no bairro de Mangabeira com destino ao Terminal de Integração, no bairro do Varadouro, na Capital.

O jovem teria ligado anonimamente para a PM informando que a jovem desceria do transporte coletivo na integração por volta das 17h30. A menor não quis dar detalhes do seu desaparecimento. De lá, a garota e os familiares foram levados à sede do GOE, na Secretaria de Segurança Pública, em Mangabeira.

Como ela tem apenas 16 anos, o jovem que teria se encontrado com ela pode responder por crime de cárcere privado.

Entenda o caso

Segundo informações da família da menina, ela saiu de casa para se encontrar com uma prima e tinha combinado de voltar até às 23 horas. Como sua prima resolveu cancelar o passeio, Brenda foi vista esperando o ônibus no ponto final do Bairro das Indústrias, onde mora, no último domingo.

Depois de procurar por informações sobre o paradeiro da menina com seus amigos sem obter respostas, a família resolveu dar queixa de seu desaparecimento à polícia. Os familiares informaram também que ela é uma menina quieta, não é de sair muito e não tem namorado. Seu celular estava desligado, o que deixou a família ainda mais preocupada.

A mãe da menina, Maria José, informou que ela passa muito tempo no computador e que poderia ter ido se encontrar com alguém que conheceu pela internet, sendo esta a única pista que a polícia tinha para iniciar as buscas que levaram ao seu paradeiro.

A família também divulgou sua foto nos veículos de comunicação e em cartazes espalhados pela comunidade como forma de ajudar nas buscas.

Portal Correio