Adolescentes mortos por colega de sala são enterrados em Goiânia

Momentos de silêncio foram interrompidos pelo canto em coro e muito choro de familiares e amigos que acompanharam, na manhã deste sábado (21/10), o sepultamento dos corpos dos estudantes  João Vitor Gomes e João Pedro Calembo, ambos com 13 anos, em Goiânia. Os estudantes do oitavo ano do Colégio Goyases foram assassinados a tiros, nessa sexta-feira (20/10), por outro adolescente, de 14 anos, na sala de aula. O primeiro a ser sepultado foi João Pedro, no Cemitério Memorial.

De joelhos, ao lado da cova do garoto, a mãe de João Vitor também estava inconsolável. Chorando muito e trêmula, ela precisou ser amparada por familiares.

Eu o perdoo

O pai de João Pedro, Leonardo Marcati Calembo, afirmou que perdoa o adolescente que cometeu o ataque. “Eu o perdoo. Mesmo sem entender o motivo e sem saber como será sem o meu filho, eu consigo perdoá-lo”, disse.

Ataque

O ataque ao colégio da capital goiana aconteceu no início da tarde de ontem. O adolescente entrou armado na escola onde estudava e abriu fogo contra os colegas. De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Luiz Gonzaga Junior, o ataque foi motivado por um suposto bullying do qual o suspeito era vítima.
Ainda conforme Gonzaga Junior, o menor atirador disse, em depoimento, que pretendia matar apenas seu desafeto. Mas que, durante o ataque, sentiu vontade de matar mais pessoas. Neste momento, ele teria começado a disparar a esmo e acabou acertando, de maneira fatal, um amigo seu.
Correio Braziliense