Adriano Galdino e Arthur Bolinha trocam insultos em emissora de CG e esquentam corrida pela PMCG

galdino presidente 1Réplica e tréplica. Faltando menos de três meses para o inicio oficial da campanha eleitoral, os pré-candidatos a PMCG, Adriano Galdino (PSB), e Arthur Bolinha (PPS), já estão em clima de disputa e de caça ao voto. Os dois travaram uma discussão esta semana em uma emissora de rádio da cidade, esquentando a corrida pelo Palácio do Bispo, sede do governo municipal.

Inicialmente, o pré-candidato Artur Bolinha fez críticas ao presidente da Assembleia, e disse que Adriano Galdio teria “caído de pára-quedas’ ao tentar ser prefeito de Campina Grande.

– Falta a ele um pouco de legitimidade. Ele é um cara que tem trajetória política, mas não em CG. Nem é o fato dele não ter nascido aqui, mas ele não tem história política aqui. Essa minha análise é como cidadão, não como concorrente. Talvez essa candidatura pode até perder força e ter o nome substituído por conta dessa falta de legitimidade – disse Artur.

Em entrevista a rádio Correio FM ele disse que seria mais legítimo se o vereador Murilo Galdino (PSB), irmão do deputado, fosse o candidato.

Adriano Galdino não gostou da provocação, rebateu declarações do prefeitável Artur Almeida, usando o mesmo espaço na emissora de rádio.

– Eu fiquei um pouco decepcionado com ele por sua fala raivosa, violenta, preconceituosa, fala sem nenhum conteúdo, uma fala vazia. Esse discurso vazio e sem conteúdo se reflete nas pesquisas eleitorais. Isso em nada me atinge, estou absolutamente tranquilo, sei dos meus propósitos, sei das minhas qualidades, sei dos meus defeitos e estou determinado a apresentar aos campinenses uma nova forma de administrar – rebateu.

O socialista garantiu que não deseja dialogar com o presidente estadual do PPS, Nonato Bandeira, para um possível apoio a sua candidatura a prefeito de Campina Grande e informou que nesta semana pode revelar mais uma aliança com outro partido.

Em tom de provocação, Adriano afirmou que começou a incomodar os grupos políticos de oposição na cidade.

– Eu vim para isso mesmo, eu vim para incomodar, vim para mostrar a Campina uma forma nova de fazer política, onde a palavra tem que ser honrada, onde o que se promete tem que se cumprir, tem que ser verdadeiro, tem que ser claro, tem que ser transparente, tem que mostrar sua cara e a população que faz o julgamento – concluiu.

Na tréplica, só que agora na Panorâmica FM Arthur Bolinha, reafirmo que Adriano Galdino não teria legitimidade para disputar as eleições em Campina Grande.

Bolinha declarou que Galdino não foi a melhor escolha do PSB em Campina, afirmando que Fábio Maia, ex-presidente da legenda na cidade, tem mais legitimidade para pleitear a chapa.

– Fábio Maia tem mais legitimidade de disputar uma candidatura em Campina Grande do que a Adriano Galdino, que não é uma pessoa que identificada com a cidade. Para ser prefeito como uma cidade como Campina tem que ter história política com o município e Adriano não tem. Campina vai rejeitar, pois não existe espaço para esse tipo oportunismo – pontuou.

PBAgora