África do Sul emitirá queixa formal por declarações de Trump

Presidente dos EUA, Donald Trump, na Casa Branca – 10/01/2018

África do Sul emitirá um protesto diplomático contra os Estados Unidos após os comentários depreciativos do presidente Donald Trump sobre o HaitiEl Salvador e países africanos.

O Ministério de Relações Exteriores sul-africano irá apresentar sua queixa formal à Embaixada americana em Pretoria ainda nesta segunda-feira, segundo um comunicado divulgado no domingo. “O Departamento dará uma oportunidade aos Encargos de Negócios de explicar a afirmação de que os países africanos, assim como Haiti e El Salvador, constituem ‘pocilgas’”, diz o texto.

O termo chulo “shitholes” (que pode ser traduzido como “buracos de m…” ou “pocilgas” em português), teria sido usado por Trump durante uma reunião para discutir os rumos da política de imigração dos Estados Unidos e veio à tona na última quinta-feira.

O presidente negou ter usado a expressão, mas admitiu que havia se utilizado de uma “linguagem dura” para se referir a imigrantes de alguns dos países mais pobres do planeta. A versão foi, no entanto, prontamente desmentida pelo senador democrata Dick Durbin, que participou da reunião e classificou a linguagem utilizada pelo presidente como “sórdida e racista”.

No sábado, todos os 54 países membros da União Africana — uma organização de integração e representação continental — mais seus embaixadores na ONU aprovaram um texto exigindo a retratação formal do comentário feito pelo presidente americano, além de um pedido de desculpas.

No comunicado divulgado neste domingo, o governo sul-africano disse estar alinhado com todas as nações da União Africana. “As relações entre a África do Sul e os Estados Unidos (…) devem basear-se no respeito mútuo e na compreensão”, conclui o texto.

Veja