Agentes de saúde de Santa Rita decidem paralisação por dois dias para receber 1/3 de férias.

saúde greveDepois de um protesto dos agentes comunitários de saúde e endemias de Santa Rita que decretou  a “morte da saúde” uniformizados de preto recentemente enfrente da secretaria de saúde municipal, a categoria se reuniu nesta sexta-feira (13), ás 10hs, na sede do sindicato dos servidores e decidiram por sua maioria paralisar as atividades por dois dias (segunda e terça) em advertência para que a gestão acelere uma solução para efetuar o pagamento dos terços de férias dos anos 2014 e 2015 dos servidores no município.

Na assembleia no sindicato os servidores decidiram também que após a paralisação de advertência a categoria aprovou também que na quarta-feira (18), ás 09hs, retornarão ao sindicato em uma nova assembleia para avaliar uma nova proposta da prefeitura de Santa Rita, pelos quais, os servidores reprovaram a proposta da prefeitura que foi apresentada divida em quatro parcelas em que os servidores só aceitam receberem de forma integral de toda categoria, caso, não aconteça o pagamento a categoria deflagrará greve por tempo indeterminado.

De acordo com Márcio Lima que é agente comunitário á 17 anos disse que a prefeitura de Santa Rita possui recursos conforme tem mostrado os repasses da gestão plena que a prefeitura era para ter realizado o adiantamento desde 2014 e já venceu 2016, “é impossível trabalhar com atrasos de nossos salários e ainda temos que amargar pelos direitos que não são cumpridos pela gestão, a única solução que teremos é paralisação por tempo indeterminado haja vista,  que quase todos os setores da prefeitura estão aderindo ao movimento de greve devido esses atrasos nos salários que os recursos entram e se somem”,lamentou o agente comunitário de saúde.

Lamartine do Vale.