Agentes de saúde discutem em assembleia no Sinfesa pauta reivindicações para dialogar proposta com secretária saúde

Agentes de saúde discutem em assembleia no Sinfesa pauta reivindicações para dialogar proposta com secretária saúde

Os agentes Comunitário de Saúde e Endemias de Santa Rita-PB, se reuniram nesta quarta-feira (7), no sindicato dos servidores públicos municipal de Santa Rita – Sinfesa, com o objetivo de discutir uma pauta extensa de reivindicações de benefícios com integrantes da mesa diretora do sindicato que representa a saúde municipal, inclusive os salários e terço de férias ainda atrasados da gestão anterior e piso salarial, terço de férias, tempo de serviço, carga horária PMAC e melhorias de condições de trabalho, que na assembleia ficou decido a formulado uma proposta documentada a ser apresentada a secretária de saúde por meio de comissão formada em assembleia e base sindical que na reunião contou com o apoio da presidente do sindicato de endemias da grande João Pessoa Célia Marques.

No debate, a discussão se estendeu a problemática em torno de concessão de benefícios que não são concedidos ainda pela saúde de Santa Rita, além da melhoria de condições de trabalho dos recursos oriundo de Brasília para o programa de ACE e ACS e que não estão sendo utilizados, além da carga horária de trabalho de 40 horas para 30 em pleno exercício, e o outro 10% seriam para planejamento e estratégias para melhoria nas comunidades, haja vista, que existe comunidades em Santa Rita com perfil de violência e as condições climáticas (temperatura acima do normal – Câncer de Pele) além da transformação de horário em tempo integral a discutir com a categoria e a secretaria de saúde municipal, estamos construindo um debate produtivo na discussão em torno de Benefícios para que não haja mais perdas para a categorias afirmaram Suilan Farias e Gilvania Lima.

Para o agente comunitário de Saúde José Crispim afirmou que o debate foi produtivo acerca de pauta que carece aprofundar o debate em torno das melhorias dos agentes de saúde, como o piso salarial que a quatro meses não foi efetuado (retroativos) a forma como será pago após sancionado, como também a discussão de tempo de serviço da categoria e a conquista do piso salarial em nível nacional e a categoria precisa trabalhar um planejamento estratégico que não existe ainda nas comunidades para os usuários, devido a extensão territorial e a problemática de cada região, Crispim defendeu também o tempo de serviço do quinquénio para o Quadriénio devido a sua viabilidade para a categoria, declarou.

Para a presidente do sindicato de Endemias da grande João Pessoa Célia Marque afirmou que a presença dos agentes na assembleia é uma abertura importante em discutir melhorias em relação a categoria que são custeados pelo governo federal, e não se admite mais uma gestão que não dialoga e não repassa os recursos para investir nos agentes de saúde a população, como presenciei aqui no sindicato os relatos das dificuldades de diálogos e repasse de recursos pertencentes a categoria pela gestão Panta e o sindicato tem feito seu papel e o debate é imprescindível na melhoria dos serviços a saúde da população, Célia Marques parabenizou a direção do sindicato pela sua atuação na construção e conquista pelo que foi realizado até hoje em defesa de todas as categorias em Santa Rita, Célia defendeu a união de todos os servidores de todas as categorias no fortalecimento dos direitos representados pelos sindicatos em todo o Brasil.

Lamartine do Vale