Água ruim ou em falta é alvo de longas queixas na Grande JP; Cagepa promete resolver

agua sujaA constante falta de água nos bairros de João Pessoa vem tirando o sono da população. O problema atinge, ao menos, 28 bairros da Capital, além dos municípios de Santa Rita e Cabedelo, região metropolitana. As centenas de reclamações foram relatadas por leitores através da página do Portal Correio no Facebook. A Cagepa enviou resposta a todos os questionamentos sobre falta de água e qualidade do produto fornecido, adiantando que alguns problemas podem ser pontuais e merecem análise individual, que os problemas devem ser resolvidos até novembro deste ano e que a Grande João Pessoa tem água suficiente para a população; acompanhe abaixo todas as respostas da Cagepa para os problemas citados.

Nos relatos, 150 leitores afirmam que sofrem cotidianamente com a interrupção, avisada previamente ou não, pela Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), no abastecimento.

Em uma das situações, o leitor David Pereira diz que a população do Bairro das Indústrias vem sofrendo com a falta de água nas torneiras. Segundo leitor, o bairro não chega a ter nem um dia completo de abastecimento.

“Nunca ficamos mais de 24 horas com água. Já entrei em contato com a Cagepa por diversas vezes para saber o motivo disso e só o que eles dizem é que estão realizando uma manutenção no sistema. Acredito que manutenções são necessárias, mas elas ocorrerem todos os dias? Em mais de 90% das vezes que ficamos sem água não somos avisados. Já ficamos até dois dias sem água e isso tem prejudicado toda a população do bairro”, afirmou David.

No Facebook as reclamações não são diferentes. Moradores dos bairros do Cristo, Geisel, Rangel, Valentina, Cidade Verde, Mangabeira, Cuiá, Jardim Veneza, Jardim Cidade Universitária, José Américo, Varadouro, Bairro das Indústrias, João Paulo II, Funcionários II, Jaguaribe, Tambiá, Centro, Trincheiras, Cordão Encarnado, Bessa, Bairro dos Novais, Costa e Silva, Padre Ibiapina, Bancários, Manaíra, Muçu Magro, Bairro São José e Oitizeiro reclamaram da constante interrupção no fornecimento.

Leitores reclamam do abastecimento na Grande João PessoaFoto: Leitores reclamam do abastecimento na Grande João Pessoa
Créditos: Facebook/Portal Correio

 

Falta de água atinge bairros de JP e leitores reclamamFoto: Falta de água atinge bairros de JP e leitores reclamam
Créditos: Facebook/Portal Correio

Além da falta de água, leitores também estão questionando a qualidade do produto. Em uma das publicações, a leitora Shirley Batista, de Santa Rita, registrou a cor barrenta da água. Ela e outros leitores citaram ainda que a água está com mal cheiro e manchando as roupas.

 

Água suja é alvo de reclamação dos leitoresFoto: Água suja é alvo de reclamação dos leitores
Créditos: Facebook/Portal Correio

Cagepa foi notificada

O Procon de João Pessoa informou nesta semana que notificou a Cagepa por conta das constantes queixas sobre falta de água. O órgão de proteção do consumidor fala que as queixas partem de pelo menos 50 bairros e ameaçou multa de até R$ 3 milhões se não houver explicações para as interrupções no fornecimento.

Respostas da Cagepa

Veja o que disse a Cagepa sobre os problemas relatados por consumidores na Grande João Pessoa.

Portal: Os problemas no abastecimento da Grande João Pessoa são decorrentes da envelhecimento e necessidade de substituição do sistema? A Cagepa tem conseguido acompanhar o crescimento e a demanda de consumo? Quais os motivos para a constante interrupção do abastecimento de água em bairros da Grande João Pessoa?

Cagepa: As interrupções que ocasionalmente ocorrem são necessárias para o conserto de vazamentos, lavagens de filtros e outros tipos de manutenção corretiva e preventiva nas adutoras. No entanto, a Cagepa tem retomado os serviços de substituição das redes de ferro fundido e cimento de amianto por PVC, em João Pessoa. O bairro de Jaguaribe já começou a receber as novas tubulações, aumentando a oferta e melhorando a qualidade da água para os consumidores.

Portal: Por que a água que abastece os consumidores está com coloração e cheiro, como relatam alguns leitores?

Cagepa: De acordo com a Subgerência de Controle de Qualidade da Água da Cagepa, não há nenhum problema com a qualidade da água que sai da Estação de Tratamento. Se houvesse, todas as áreas abastecidas por Gramame, por exemplo, estariam com a água barrenta. O que pode estar acontecendo são problemas pontuais, como o acúmulo de detritos decorrentes de conserto de vazamentos na rede. Solicitamos o endereço desses clientes para que a Cagepa possa enviar uma equipe para fazer uma vistoria e analisar individualmente o que estaria ocorrendo.

Portal: Alguns consumidores reclamam que quando a Cagepa libera o aviso sobre falta de água em alguns bairros, outras localidades não citadas também sofrem com a interrupção. Por que isso ocorre?

Cagepa: Qualquer outra falta d’água em algum bairro que não compreenda a área abastecida pela adutora que passará por manutenção é decorrente de vazamento ou outro tipo de fator inesperado que aconteça coincidentemente no mesmo dia da interrupção programada.

Portal: O que tem sido feito pela Cagepa para sanar os problemas de abastecimento na Grande João Pessoa?

Cagepa: O projeto das subadutoras, que está avaliado em R$ 26 milhões, vai garantir mais água de qualidade nas torneiras dos pessoenses e solucionar os transtornos da falta de água da Capital. Serão instalados 8,3 mil metros de adutoras, beneficiando diretamente 24 bairros: Centro, Jaguaribe, Tambiá, Cordão Encarnado, Róger, Varadouro, Padre Zé, Alto do Céu, Porto de João Tota, Salinas Ribamar, Vem-vem, Ilha do Bispo, Baixo Róger, Treze de Maio, Torre, Expedicionários, Tambauzinho, Jaguaribe, Cristo, Rangel, Jardim Itabaiana, Homero Leal, Boa Esperança e Vale das Palmeiras, na Capital. Complementando as benfeitorias da adutora Translitorânea, a obra vai sanar os problemas de intermitência (interrupções temporárias) no fornecimento de água.

Portal: Em quanto tempo os consumidores da Grande João Pessoa vão poder ter soluções concretas para as interrupções no abastecimento?

Cagepa: O investimento de R$ 26 milhões advém de recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2, do governo federal. A obra está prevista para ser concluída em novembro de 2016.

Portal: A rede de abastecimento (mananciais e canalização) da Grande João Pessoa é suficiente para a demanda? Qual a situação atual?

Cagepa: Sim, os mananciais (Gramame/Mamuaba e Marés) estão com volume acima de 90%, suficiente para suprir a demanda de 4.200.000 m³ consumidos por mês na Capital.

Portal Correio