Ana Cláudia enfrenta ‘fogo amigo’ dentro do bloco de oposição após confirmar pré-candidatura à PMCG, em 2020

Pré-candidato à prefeitura de Campina Grande nas eleições de 2020, o deputado estadual Inácio Falcão (PCdoB) iniciou uma espécie de ‘fogo amigo’ essa semana contra uma possível postulação à sucessão municipal da cidade da secretária Ana Cláudia Vital do Rêgo (Podemos), que também tem colocado o nome à disposição para encarar a disputa.

Segundo o parlamentar, o nome da ex-primeira dama, apesar de ter musculatura e capacidade, não é consenso nas oposições e sequer chegou a ser cogitado. “A gente reconhece a potencialidade que família dela tem em relação a uma possível candidatura, mas o nome dela não foi discutido nem foi indicado pelo grupo das oposições, de forma nenhuma. Foi uma posição unilateral. Ela tem a musculatura, capilaridade e capacidade, mas tem que passar pelo grupo de oposição, creio eu que não passou, porque se tivesse passado eu saberia”, disse.

Falcão esclareceu que, como faz parte do grupo de oposição, em nenhum momento foi consultado, assim como outros candidatos, com relação a essa decisão monocrática da secretária em se lançar pré-candidata pela chapa de oposição na cidade. “Vamos adotar critérios, vamos acompanhar para que a gente possa não cometer os mesmos erros das eleições passadas”, emendou.

Indagado se Ana Cláudia teria então se precipitado, Falcão evitou polemizar, mas ratificou que não foi consultado.

“Eu não vi a matéria informando que ela realmente teria se lançado a prefeita. Eu não quero dizer que ela está equivocada, mas se ela realmente fez isso monocraticamente eu acho que ela se equivocou, porque nós temos um grupo muito grande e forte para a gente rechear uma chapa que venha a ser competitiva”, alertou

Inácio disse ainda que tanto o senador Veneziano (PSB) quando a secretária Ana Cláudia (Podemos) devem participar de um encontro dos partidos de oposição, no próximo dia 07, justamente para eleger os requisitos necessários para a escolha da chapa majoritária.