Ana Cláudia Vital do Rêgo defende permanência da aliança entre PMDB e PSB

Apesar deste posicionamento, a secretária da Casa Civil defende que seja feita uma discussão política em busca do consenso no próximo ano (Foto: Reprodução)

A secretária executiva da Casa Civil do Estado da Paraíba, Ana Cláudia Vital do Rêgo, defendeu na manhã desta quarta-feira (25) a manutenção da aliança entre o PMDB e o PSB, que foi feita no ano de 2014 para as Eleições de 2018. De acordo com ela, é importante para o partido a construção de um projeto de todos no partido.

“Nada mais justo e coerente do que se apoiar uma candidatura própria. Agora, sem esquecer que existe uma aliança firmada com o PSB desde 2014, da qual tanto o senador Raimundo Lira quanto o senador José Maranhão integraram”, destacou Ana Cláudia.

Apesar deste posicionamento, a secretária da Casa Civil defende que seja feita uma discussão política em busca do consenso no próximo ano. “Mas o PMDB tem grandes nomes sim que podem pleitear o Governo”, antecipa Ana Cláudia.

Ela ainda falou sobre a sua vontade de contribuir de forma diferente com a gestão. “Tenho uma vontade de colaborar com o meu Estado não apenas em termos administrativos, mas em termos de projetos, das atribuições de uma deputada federal”, adianta a secretária. Ela ainda ressalta que apesar de manifestar sua vontade, “isso vai ser uma decisão também de grupo porque ninguém faz política sozinha”.

Ana Cláudia ainda falou sobre a relação mantida pelo PMDB e a família Vital do Rêgo. De acordo com ela, recentemente houve uma reunião convocada pelo seu esposo, o deputado federal Veneziano Vital do Rêgo. Após isso, ela destacou que “cada qual está desempenhando suas atribuições, deputado Veneziano as suas atribuições na Câmara Federal, eu como secretária executiva chefe da casa civil, mas em termos de partido nós não nos reunimos mais”.

Ela recordou ainda que sua família tem um histórico de muitos anos dentro do PMDB e ressaltou as punições que Veneziano tem recebido devido aos seus posicionamentos na Câmara Federal. De acordo com ela, Veneziano manterá seu posicionamento e votará pela admissibilidade da denúncia contra o presidente Michel Temer.

ClickPB