Anísio Maia não garante herdar vaga de Couto à Câmara e diz que dá tempo do PDT se aliar ao PSB

Anísio Maia não garante herdar vaga de Couto à Câmara e diz que dá tempo do PDT se aliar ao PSB

Com o deputado federal Luiz Couto (PT) confirmado como senador na chapa do PSB, encabeçada por João Azevêdo (PSB), a vaga do PT visando a Câmara Federal e as bases eleitorais do petista estão em aberto. As movimentações para herdar o cargo já estão a todo vapor. Três nomes são cogitados para o espaço: os deputados Anísio Maia e Frei Anastácio, e o vereador da Capital, Marcos Henriques. Nesta terça-feira (31), Anísio Maia comentou sobre as articulações que envolvem à Câmara Federal.

“Mais uma vez o PT mostrando maturidade, o PT vai resolver isso com toda tranquilidade, já tivemos uma reunião ontem, onde vimos as possibilidades de cada um. Ficamos de discutir isso para decidir a melhor posição”, afirmou Anísio, sem dar muitas pistas.

Além de Anísio, Frei Anastácio e Marcos Henriques estão sendo cogitados para herdar o espólio eleitoral do parlamentar federal. Nada de ir os três, cravou Anísio. “Nossa opinião é que tem que ir um, mas tem que ser um acordo entre os três. Até porque não é um embate ideológico, somos todos do PT”, disse.

Ainda de acordo com Anísio Maia, ele já conversou com Frei Anastácio, e nesta terça-feira já iniciou tratativas com Marcos Henriques.

PDT na chapa

O petista comentou ainda sobre a vaga que resta na chapa do PSB, a vice-governadoria. Pode sobrar até para o PDT novamente. “Dá tempo de vir o PDT. Dá tempo, tem clima. Vou continuar torcendo. Aí a chapa ficaria gigante”, afirmou.