Antes aliado, Julian Lemos ataca gasto milionário de Romero com assessores

Antes aliado, Julian Lemos ataca gasto milionário de Romero com assessores

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), pode chegar a gastar aproximadamente R$ 9,3 milhões somente com cargos comissionados e prestadores de serviços em seu gabinete. De acordo com a denúncia publicada pelo ‘Transparência Campina’, o prefeito tem 258 empregados, entre assessores, gerentes e prestadores.

“No Gabinete do Prefeito Romero Rodrigues no mês 06/2019, haviam 258 cargos comissionados e prestadores de serviços. São 32 assessores especiais, custando R$89.390,17; 61 assessores técnicos cat1, custando R$188.618,47; 35 assessores políticos cap1, custando R$165.186,00; 18 gerentes, custando R$57.987,32; 91 prestadores de serviço, custando R$138.538. No total, um custo de R$ 714.299,02 no mês 06/2019. Com uma projeção anual de R$ 9.285.887,00”, divulga o Transparência Campina.

Conforme o perfil, todos os dados foram retirados do Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade (Sagres), do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB).

“Segundo as normas, o gabinete do prefeito precisaria de uma área total em média de 6.000m² para acomodar todo esse pessoal ao mesmo tempo”, projeta o grupo.

Ataque de Julian

Quem não perdeu tempo para atacar Romero, foi seu aliado até recentemente, o deputado federal Julian Lemos (PSL). Conforme o parlamentar, o gestor usa este “modelo” de administração ou “conchavos políticos” para garantir sua governabilidade.

“Esse ‘modelo’ de administração ou conchavos políticos para a ‘governabilidade’ está fadada ao fracasso, o dinheiro do contribuinte não é para isso, não está certo não é correto, confesso que não tinha ideia sobre tais absurdos, é contra isso que lutamos, é mais do que vergonhoso, é inaceitável, o absurdo é tanto, que se todos fossem trabalhar, não haveria espaço para esses ‘funcionários’”, comentou Julian.

Até pouco tempo, Romero era cobiçado para ingressar nos quadros do PSL na Paraíba, partido presidido pelo parlamentar federal, além de ser um prefeito que tem se posicionado ao lado do presidente Jair Bolsonaro e era tido como aliado de Julian Lemos.

Assista comentário de Julian Lemos sobre Romero