Antônio Campos defende novo Pacto Federativo com rede de inovação para requalificar programas sociais

O presidente da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) defendeu, neste domingo (27), a adoção de um “ pacto federativo precisando formatar um novo pacto social e uma rede de inovação e requalificação de programas sociais”.

Antônio Campos avaliou que “o Brasil precisa colocar no núcleo das discussões políticas o combate às desigualdades sociais”.

Ele anunciou que “a Oficina Nacional de Inovação Social para Redução das Desigualdades, que a Fundaj realizara no próximo dia 08 de Novembro, é um laboratório e um forum de discussão sobre esse relevante tema tão atual e desafiador”.

Para ele, “o próprio Milton Friedman, da escola de Chicago, propôs um programa de renda mínima, que ele chamava de taxa negativa de imposto. A âncora do bolsa família se inspirou também nisso, que junto com o aumento real do salário mínimo e da ampliação das linhas de crédito direto ao consumidor, entre outros fatores, contribuiram para a redução das desigualdades no Brasil entre 2003 a 2015”.

E concluiu: “um novo ciclo político, econômico e social, teve início, sendo esse um debate que precisamos enfrentar com inovação e políticas efetivas. Precisamos construir um novo pacto social”.

Wscom