Aos gritos de “Ricardo presidente”, governador participa de ato “Diretas Já” e defende união da esquerda

O governador Ricardo Coutinho (PSB) participou, nesta sexta-feira (21), do ato pelas “Diretas Já”, em João Pessoa. Na oportunidade, o socialista comentou as menções feitas ao seu nome pelos senadores João Capiberibe (PSB) e Fátima Bezerra (PT) para uma disputa à Presidência da República em caso de eleições diretas ou na vice de Lula.

“O nome pouco importa. A luta é pela unidade do povo. Eu penso em continuar olhando para esse estado e dar o futuro que ele precisa ter a partir das ações que estamos fazendo. O debate é o projeto a partir de 2019”, disse.

Sobre o importância e significado do evento, Ricardo disse que apenas após recuperar a legitimidade política é que o Brasil voltará a crescer. “O exercício de um cargo, principalmente de presidente, requer a legitimidade necessária para fazer as devidas pactuações. A presidência perdeu essa legitimidade e, em minha opinião, desde que criaram uma crise econômica artificial e você teve a população apoiando a derrubada de um governo. O Brasil está dividido, e quem dividiu foi a política. Só o povo pode juntar”, declarou.

Com gritos de guerra, uma multidão acompanhou os discursos de Gleisi Hoffmann, senadora e presidente nacional do PT, dos senadores Lindbergh Farias (PT-RJ), Fátima Bezerra (PT-RN), João Capiberibe (PSB-AP) e ainda de lideranças políticas estaduais e nacionais.

Blog do Gordinho