Apoiar Lula Livre é afronta à democracia brasileira, diz Bolsonaro sobre Fernández

Em visita oficial ao Qatar nesta segunda (28), o presidente Jair Bolsonaro comentou sobre as manifestações de vitória de Alberto Fernández, recém-eleito presidente da Argentina.

“É um afronto (Sic) à democracia brasileira e ao sistema judiciário brasileiro. Ele está afrontando o Brasil de graça”, afirmou Bolsonaro sobre o gesto de Fernandez em apoio ao movimento Lula Livre.

O presidente brasileiro, que não quis enviar cumprimentos a Fernández, diz que iá aguardar os próximos passos do novo governo argentino para então, se necessário, “tomar alguma decisão em defesa do Brasil”.

O gesto de apoio de Fernández ao movimento Lula Livre desagradou Bolsonaro, que afirmou qu foi informado que “muita gente do PT estaria lá na Argentina para comemorar a vitória dele (Fernández)”.

Lula (2003-2010) e Dilma (2011-2016), ambos do PT, governaram o Brasil no mesmo período em que Néstor Kirchner (2003-2007) e Cristina Kirchner (2007-2015) presidiram a Argentina. Todos de esquerda, eles tiveram uma relação próxima durant seus mandatos. Cristina foi eleita vice-presidente neste domingo.

Mais cedo, Bolsonaro havia descartado a possibilidade de o Brasil deixar o Mercosul, como havia cogitado anteriormente. Em vez disso, falou em “afastar a Argentina” se a eleição do peronista afetar o acordo entre os blocos.

Em julho, Fernández havia dito que rveria o acordo entre o Mercosul e a União Europeia, caso o pacto gerasse desindustrialização para o país.

Folha de S. Paulo