Apontado como pivô da queda de Anísio da liderança da oposição silencia após crise

Trocolli juniorApontado como pivô que culminou na saída do deputado petista Anísio Maia da liderança da bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Paraíba, que alegou estar sendo pressionado por colegaspeemedebistas, o deputado estadual Trocolli Junior evitou entrar no confronto direto e resolveu colocar panos quentes no imbróglio.

Indagado pela reportagem do PB Agora como ele analisava a saída de Anísio e a consequente mudança na liderança da Casa de EpitácioPessoa, Trocolli disse que não gostaria de comentar o assunto e que qualquer acusação seria respondida na justiça.

Apesar do silencio, em entrevista publicada no Jornal da Paraíba, desta quinta-feira (10), o parlamentar garantiu que a decisão sobre a saída de Anísio do posto foi coletiva e que não tinha relação alguma com o discurso que o parlamentar estava disseminando, referente a traições e pressões.

“A oposição achou conveniente fazer um rodizio na liderança e o deputado ficou inconformado, ele acha que ser substituído é uma desonra falta de respeito, mas não é nada isso. Nós o temos como um grande companheiro, um parlamentar talentoso”, garantiu.

Conforme Trocolli, o que existiu foi um desejo para que houvesse o rodizio, um fato rotineiro que já aconteceu em outras gestões. Na bolsa de apostas estão os deputados Gervásio Maia (PMDB) e Aníbal Marcolino como substitutos do petista na liderança da oposição. Atualmente a Assembleia não conta nem com líder do Governo e nem com líder da oposição.

Com informações de Henrique Lima

PB Agora