atropelamento

Após 10 dias, polícia reconstitui atropelamento do agente do Detran

Após 10 dias do caso, a Polícia Civil realiza a reconstituição do atropelamento do agente de trânsito da Lei Seca, Diogo Nascimento Souza. A simulação deve acontecer às 20h, desta terça-feira (31), em João Pessoa.

Segundo o superintendente da Polícia Civil, Marcos Paulo Vilela, o suspeito, Rodolpho Gonçalves Carlos da Silva, também foi intimado a participar da simulação do atropelamento, mas não confirmou presença.

“A realização depende da melhora da condição climática, pois as condições da simulação precisam se aproximar ao máximo das versões dadas. Entramos em contato com o advogado do suspeito do atropelamento, mas ninguém confirmou a presença dele. Ele não tem obrigação de está presente, porque a constituição garante que ninguém tem obrigação de produzir provas contra si”, explicou Vilela.

Também irão participar da cena, os agentes que estavam na blitz no dia do ocorrido, testemunhas, motoristas que foram parados na blitz e uma equipe do Instituto de Polícia Científica (IPC), responsável pelo exame pericial. O agente de trânsito foi atropelado durante uma blitz da Lei Seca na madrugada do sábado (21).

Equipes da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob) e da Polícia Militar também vão colaborar com os trabalhos, garantindo a segurança. A reportagem do Portal MaisPB entrou em contato com o advogado do suspeito, Sheyner Asfora, mas até as 15h30 as ligações não foram atendidas.

Nayanne Nóbrega – MaisPB