Após eliminação na Libertadores, Diego Aguirre pede demissão do Atlético-MG

diego agueireFim da linha para Diego Aguirre no Atlético-MG. Após a eliminação para o São Paulo nas quartas de final da Copa Bridgestone Libertadores, o técnico uruguaio entregou o cargo ao presidente do Galo, Daniel Nepomuceno, em anúncio oficial na tarde desta quinta-feira (19 de maio), conforme antecipado por Victorino Chermont, repórter dos canais FOX Sports, que conversou com uma pessoa ligada ao técnico. Ao todo, foram 31 partidas à frente do time mineiro, com 15 vitórias, seis empates e outras dez derrotas.

“Anteriormente, já falei para o presidente que queria ir embora, ele pediu que ficasse. Achei justo e ficamos de falar quando acabasse nossa participação na Libertadores. Depois, fizemos uma reunião e tenho agradecimento a todos. Foi uma experiência excelente, uma boa experiência profissional. Deixamos coisas importantes para o Atlético. Foi melhor para o futuro. Basicamente é o que queria comunicar”, disse Aguirre.

Já o presidente Daniel Nepomuceno fez questão de exaltar o profissionalismo do treinador. “Quando tem uma relação pessoal tem que caminhar juntos. O relacionamento sempre foi muito bom. O momento não é bom, mas temos que estar juntos. O Diego já nos procurou há algumas semanas, mas ele entendeu que estávamos em uma época de oitavas de final de Libertadores”, explicou.

Sobre o futuro comandante do Galo, Nepomuceno negou que já tenha feito contato com outro profissional para o cargo. “Não conversei com treinador nenhum. Quando acontecer, serão informados. É uma entrevista de agradecimento”, encerrou.

Fox Sports