Após justiça ajuizar ação contra ‘Panta’, Sinfesa intensificar 3ª assembleia itinerante em Tibiri Santa Rita

Incansável na luta pelos direitos dos servidores de Santa Rita-PB, entre eles os adquiridos e constitucionais ceifados pelo prefeito de Santa Rita-PB, tucano Emerson Panta (PSDB), servidores retornaram ás ruas nesta segunda-feira (23) mas precisamento no segundo bairro mais população do município em Tibiri ll reivindicando reajustes de piso salarial e do magistério, terço de férias, direitos adquiridos retirados e o congelamento de salários pelo Decreto 32/2017 que feri os PCCRs e a redução de salários de professores além de um pacote de maldade atribuída pelo prefeito pela falta de gestão e a perseguição aos servidores além do caos vividos e que encaminhou projeto 064 que vai aumentar imposto de toda a qualidade para comerciante, desempregado, pobre e carente do município e com a folha de pagamento que a quase R$ 12 milhões mês sem ter esses postos de trabalho para abrigar comissionados e contratados de aliados políticos.

Na terceira assembleia itinerante que foi realizada com concentração enfrente a escola Carlos Chagas em Tibiri ll iniciou-se com o forte discurso do professor Valdir Lima que trouxe uma novidade para todos servidores do município e para a população que o Ministério Público de Santa Rita ajuizou uma ação judicial para retornar os direitos dos servidores e que a população terão de volta seus serviços básicos em todos os setores da prefeitura que retirado pelo prefeito quando retira direitos dos servidores que a gestão Panta não valoriza servidor e nem a população em especial na área de saúde que ele o prefeito disse que a saúde era prioridade em Santa Rita e em seis messes tudo estava funcionando e na sua gestão o três unidades de saúde entre elas a Barão do Abiay em Várzea Nova aonde Panta reside, alertou a população o professor Valdir Lima.

Servidores além de reivindicar seus salários que a gestão Panta vem realizando um massacre com o funcionários que perde é atingida diretamente á a população que não tem culpa “quem vai trabalhar satisfeito com seus direitos retirados e congelados que ainda achou pouco quer reduzir salários de aposentados e pensionistas que as assembleias itinerante serve de orientação para a população visitar e cobrar na Câmara de Santa Rita o que o prefeito Panta quer impor de goela abaixo como cobrança de impostos para todos com a cidade sem benefícios como os servidores estão mostrando o caos administrativo da gestão Panta que não fez nada em Santa Rita que o povo disputa nas ruas com buracos, lama e esgoto a céu aberto que a população se tem mostrado indignada com o modelo de Panta adotou com escolas, creches e praças abandonadas.

O movimento ganhou prestígios e adesões por parte da população estudantil e do povo que várias ações judiciais estão tramitando e que logo será despachada pela justiça obrigando o prefeito a devolver o que se apropriou dos servidores e o que chama atenção que Panta reduziu salários do professor P1-B economizou dinheiro  na educação, fechou a sala multifuncional dos alunos o recurso com os recursos sendo repassados de MEC, o FUNDEF acresceu seu orçamento e nada foi investido na educação, pelos quias, ações estão sendo impetradas para o Ministério da educação que estão sendo cobrados da gestão.

Servidores atentos nas assembleias itinerantes explicam a população que a gestão não tem compromisso com a população que seus direitos foram ceifados e que mexe no salário do trabalhador que sofre é o povo, e que eles os servidores esperam pela justiça que todos os procedimentos foram realizados e provocados que a população estar vendo o estado que a cidade se encontra aonde é administrada pela família Panta e o PSDB que até o parceiro do prefeito Panta Ruy Carneiro foi citado na corrupção de Bayeux e que falta pouco a ser desbaratada o que acontece em Santa Rita que não é diferente de Bayeux espere em breve.

Servidores panfletando para os condutores de veículos que param para atender no trânsito os servidores pelo seus direitos diminuídos e sem direto a nada e que o prefeito não fez nada em Santa Rita e nada pelo povo que continua sofrendo da mesma forma da gestão aliada do prefeito Panta e que o povo na rua vai cobrar no momento certo.

Servidores caminham nas escolas, creches, ruas e paradas de ônibus, no trânsito mas levando a mensagem do caos vividos em Santa Rita de um prefeito médico que disse que saúde era prioridade e sumiu da cidade que ninguém ver a cara dele a não da esposa que manda na cidade e que os servidores mesmos sem direitos não se abateram e vão continuar nas ruas e que os próximos passos são os órgãos e instituições que defendem o direito dos cidadãos além da Câmara de Santa Rita e na frente da prefeitura até que a justiça julgue as ações com justiça para o servidor que teve seus direitos ceifados.

Lamartine do Vale