Após primeiro tempo eletrizante, Corinthians e Athletico ficam no empate em Itaquera

Após primeiro tempo eletrizante, Corinthians e Athletico ficam no empate em Itaquera

Buscando se manter no G4 do Campeonato Brasileiro, o Corinthians recebeu o Athletico Paranaense, na Arena, em Itaquera, e, após um primeiro tempo eletrizante, com quatro gols, um empate: 2 a 2. Com o resultado, o Timão chega a 43 e permanece na quarta posição do Brasileirão. Enquanto o Furacão soma 35 e segue no nono posto do certame. 220 volts O Corinthians começou levando um susto em Itaquera.

Gil recuou na fogueira para Cássio, que se enrolou com a bola e entrega para Thonny Anderson. O meia driblou o goleiro e rolou para Léo Cittadini, que furou de forma bisonha. Na sequência, Marcelo Cirino recebeu e, com o gol vazio, conseguiu mandar por cima. Inacreditável. Quase o primeiro do Athletico. O Furacão ignorou o fato de estar fora de casa e foi para cima de seu adversário. Bem mais incisivo no campo ofensivo, o time comandado por Tiago Nunes deu a entender que abriria o placar a qualquer momento.

Porém, como estamos falando de futebol… quem abriu o placar foi o Timão. Aos 15 minutos, Clayson cruzou aberto na direção de Gil, que subiu no quinto andar e cabeceou firme, sem chances para o goleiro Leo, inaugurando o marcador na Arena. Mesmo saindo atrás, o Rubro-Negro seguiu ditando o ritmo do confronto. De tanto insistir, os visitantes chegaram ao empate.

Thonny Anderson fez boa jogada na entrada da área e ajeitou para Léo Cittadini, sozinho entre os zagueiros, que bateu por baixo para balançar as redes: 1 a 1. A intensidade paranaense não cessou. Aos 27, o Athletico chegou a ter um pênalti marcado em seu favor. Porém, após análise do VAR, a arbitragem voltou a atrás e marcou falta fora da área de Fagner sobre o Rony.

Pouco depois disso, veio a virada dos visitantes. Léo Pereira desviou bola para área, Manoel não conseguiu o corte e Erik colocou os athleticanos em vantagem. Os minutos finais foram de alta voltagem em São Paulo. O Timão, que já começava a sofrer com algumas vaias da torcida, empatou nos acréscimos em nova bola parada: Boselli aproveitou o bate-rebate e decretou o 2 a 2.

Igualdade mantida Na volta do intervalo, o Furacão manteve a mesma postura da primeira etapa. Logo aos dois minutos, Rony recebeu na esquerda, cortou duas vezes para o meio e chutou forte de direita. Cássio, ligado no lance, fez a defesa. O Corinthians buscou a resposta aos 11. Vagner Love foi acionado e saiu frente a frente com Léo, que se agigantou diante do centroavante e fez uma linda defesa.

Se o Love era a principal peça ofensiva do Alvinegro, do outro lado era Thonny Anderson o responsável por desestabilizar o sistema defensivo adversário. O camisa 38 passou por quatro marcadores e bateu de esquerda, obrigando Cássio a fazer grande intervenção. Diferente do que aconteceu nos primeiros 45 minutos, o Timão equilibrou as ações e foi mais corajoso no ataque na etapa complementar.

Com aumento da movimentação no meio, o time da casa começou a criar chances. Aos 26, Mateus Vital carregou pelo meio, passou pelo marcador e abriu para Boselli. O argentino cortou para a direita bateu firme, para fora. Na parte final do segundo tempo, o Athletico Paranaense teve uma queda brusca no ritmo, enquanto os paulistas ficaram com a bola buscando espaços para virar a partida.

O que não aconteceu. Fim de papo e tudo igual em Itaquera.

O Gol