Após repercussão negativa, PMJP suspende embargo da Perimetral Sul

Após a repercussão negativa sobre o embargo da obra da Perimetral Sul, a prefeitura de João Pessoa voltou atrás e decidiu suspender a decisão.

Agentes da gestão municipal até tentaram desmentir a informação sobre o embargo, enaltecendo que havia sido apenas uma alerta, mas os documentos fornecidos comprovam a ação da prefeitura para parar a obra.

Na alegação da prefeitura, a Secretaria de Meio Ambiente apontou a supressão de vegetação e cobrou a documentação atestando o licenciamento da obra, bem como a compensação pelo dano ambiental.

A obra só seria liberada com a respectiva documentação.

Os donos da empresa responsável pelo trabalho alegaram que não foi dado prazo para a apresentação da papelada. O ato foi a suspensão imediata.

Depois disso, o secretário de Meio Ambiente, Abelardo Jurema Neto, veio a público para negar o embargo.

Ele disse ter derrubado o impedimento logo depois de tomar conhecimento da notificação. Alegou que esta decisão, no entanto, não desobriga a empresa contratada pelo governo de apresentar a documentação solicitada.

Este documento revogando o impedimento, no entanto, demorou a ser apresentado.

Diante da polêmica, o governador Ricardo Coutinho disse que vai acompanhar os trabalhadores da empresa na segunda-feira (16). Lá, deve  aproveitar politicamente o erro da equipe de Cartaxo.

As informações são do Blog do Suetoni


Redação