João Pessoa 20/04/2019

Início » Economia » Após reunião, Brasil e EUA firmam acordo para reduzir barreiras comerciais

Após reunião, Brasil e EUA firmam acordo para reduzir barreiras comerciais

Medida visa à criação de empregos, diz - Outras ações foram definidas no encontro

Os presidentes do Brasil, Jair Bolsonaro, e dos EUA, Donald Trump, após reunião na Casa BrancaIsac

A Casa Branca informou nesta 3ª feira (19.mar.2019) que os governos dos Estados Unidos e do Brasil concordaram em construir uma parceria para criação de empregos, redução de barreiras comerciais que impedem o investimento.

O texto (íntegra) foi publicado após reunião entre os presidentes Donald Trump (EUA) e Jair Bolsonaro.

Eis os acordos feitos entre os 2 mandatários:

  • comércio: Trump e Bolsonaro concordaram em aprimorar o trabalho da Comissão de Relações Econômicas e Comerciais dos Estados Unidos com o Brasil, criada no âmbito do Acordo sobre Cooperação Econômica e Comercial, para explorar novas iniciativas para facilitar o investimento comercial e as boas práticas regulatórias;
  • comércio (2): o presidente norte-americano disse apoiar a entrada do Brasil na OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) e Bolsonaro concordou que o Brasil começará a renunciar ao tratamento especial e diferenciado nas negociações da Organização Mundial do Comércio, em consonância com a proposta dos Estados Unidos;
  • importações: Bolsonaro concordou com a importação de 750 mil toneladas de trigo norte-americano a uma tarifa zero de impostos e o estabelecimento de bases científicas para a importação de carne suína produzida nos EUA;
  • fórum de CEOs: os presidentes concordaram recriar 1 Fórum de Energia entre os Estados Unidos e o Brasil para facilitar o comércio e o investimento relacionados ao setor;
  • fundo para a Amazônia: os 2 mandatários celebraram a criação de 1 fundo de investimento de impacto sobre a biodiversidade, no valor de US$ 100 milhões. O fundo deve catalisar investimentos sustentáveis ​​na região amazônica;
  • segurança: Trump e Bolsonaro concordaram em aprofundar uma parceria por meio do Fórum de Segurança entre Estados Unidos e Brasil para combater o terrorismo, tráfico de drogas e narcóticos, cibercrimes e lavagem de dinheiro;
  • turismo: Bolsonaro anunciou decisão do Brasil de isentar os cidadãos dos Estados Unidos dos requisitos de visto de turista. Segundo à Casa Branca, os presidentes concordaram em tomar as medidas necessárias para permitir que o Brasil participe do Programa de Inscrição Global Trusted Traveler do Departamento de Segurança Interna;
  • defesa: o governo brasileiro assinou 1 acordo permite o uso comercial da base de Alcântara, no Maranhão, com projetos que envolvam tecnologia dos Estados Unidos. O lugar é 1 dos centros de lançamentos de foguetes da FAB (Força Aérea Brasileira);
  • defesa (2): Trump anunciou a intenção dos Estados Unidos de designar o Brasil como principal aliado não membro Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte).