Após reunião, PMN-PB quer Cartaxo como representante das oposições nas eleições de 2018

O PMN realizou neste sábado (23), em um hotel da orla pessoense, a reunião do seu diretório paraibano e, entre outras coisas, definiu sua posição em relação às eleições de 2018.

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), esteve presente ao evento, ao lado do seu irmão Lucélio.

De acordo com a ata do encontro, o partido, que é liderado na Paraíba pelo secretário de Articulação Política da Prefeitura de João Pessoa, Zeneddy Bezerra, declarou que vai Luciano como candidato das oposições.

Leia documento na íntegra:

Em reunião ampliada do Diretório Estadual, militantes e dirigentes do PMN (Partido da Mobilização Nacional), após análise das conjunturas nacional e estadual, decidem e pugnam pelas Moções e Resoluções aprovadas a seguir mencionadas:
Cenário Nacional

– Deflagrar e apoiar ampla mobilização nacional pela moralidade na política, combatendo costumes e práticas que têm infelicitado e prejudicado o país, em busca do império da ética nas relações públicas e privadas, além dos movimentos sociais e partidários;
Cenário Estadual

Resolução de Oposição ao Governo do Estado

– O PMN afirma a condição de oposição – ao Governo Ricardo Coutinho – e manifesta repúdio ao crescente autoritarismo da atual gestão, com a falta de diálogo com categorias funcionais e movimentos sociais, corte de verbas dos poderes, redução de recursos da UEPB (Universidade Estadual da Paraíba) e desrespeitos a decisões legais, entre outras práticas muito pouco republicanas;
Moção de Repúdio
– Repudia, com veemência, as ações de precarização do serviço público do Estado, com a terceirização de servidores da saúde e da educação, além da tentativa de instituição da Guarda Militar Temporária, atos que constituem gravoso desrespeito à Constituição e revelam baixa capacidade de gestão, sobretudo nas decisões que repassam à iniciativa privada as responsabilidades com educação, saúde e segurança da sociedade;
– O PMN repudia o uso político, pelo governo do Estado, da questão que envolve o abastecimento d’água de Campina Grande e municípios do Cariri e do Compartimento da Borborema, registrando, com tristeza e indignação, que a simples presença  do pré-candidato do governo no comando de decisões em relação à transposição do São Francisco e o abastecimento d’água da região representam falta de respeito à população e ato de pura e condenável prática de antecipação de campanha eleitoral;
Um Novo Governo, Um Novo Modelo, Um Novo Tempo
– O PMN da Paraíba manifesta seu reconhecimento à gestão exitosa e democrática do prefeito Luciano Cartaxo em João Pessoa, assim como das demais gestões – do nosso partido e de partidos aliados – nas quais há participação da legenda, especialmente pelo respeito à política em defesa das mulheres e da diversidade humana, das questões ético racial e da juventude da moradia digna, do cuidado com as crianças e às mães, das ações de saúde, da transparência e do respeito aos recursos públicos.
Resolução
O PMN conclama seus militantes na Paraíba a expandir o partido para o maior número de municípios possíveis, e trabalhar com abnegação para – no processo eleitoral que se avizinha – conquistar cadeiras na Assembleia Legislativa e na Câmara Federal:
– O PMN é instrumento para a unificação do campo das oposições no Estado da Paraíba. Nós defendemos o modelo de gestão de resultado ora executado na nossa capital. Este é o modelo que queremos replicar para Paraíba. Dito isto, respeitando os partidos aliados e outras postulações ao governo, defendemos o nome do Prefeito Luciano Cartaxo para representar as oposições em 2018 – como candidato ao governo do Estado por entendermos que, neste momento, representa a esperança de renovação na política paraibana.

João Pessoa (PB), 23 de setembro de 2017
PARTIDO DA MOBILIZAÇÃO NACIONAL (PMN)

Redação com assessoria