Após saída de Blatter, Zico cogita ser candidato à presidência da Fifa

zico fifaRio – Zico pode pintar na próxima eleição para presidente da Fifa. Pelo Facebook, o Galinho revelou que está pensando em colocar o seu nome na disputa, após a renúncia de Joseph Blatter, ocorrida nesta terça-feira, em Zurique, na sede da entidade máxima do futebol. O pleito para escolher o novo mandatário deve ocorrer entre dezembro e março de 2016. Até o momento, apenas o o príncipe da Jordânia, Ali bin Al-Hussein confirmou sua intenção em concorrer ao cargo.

“Por que não? Minha vida sempre foi dentro do futebol. Uma paixão que exerci com seriedade e respeito no Brasil e em outros países. Jantando com Sandra pensei nisso. Minha mulher e meus filhos me apoiaram. Fui Ministro dos Esportes, tenho experiência com meu clube e no apoio ao Kashima, ao Japão. Penso no futebol acima da política. Não tenho apoio ainda, mas se é aberto eu posso me candidatar à Fifa. Ainda é uma ideia… Quem sabe?”, escreveu Zico no Facebook.

Um dos requisitos para uma candidatura é que a mesma tenha o apoio de pelo menos cinco federações nacionais. Além disso, o candidato deve ter participado, de pelo menos, dois anos, dos último cinco, de atividades relacionadas ao futebol, como: Jogador, dirigente da Fifa, membro de confederação ou membro de federação nacional.

Como jogador, Zico fez história pelo Flamengo conquistando os principais títulos da história do clube. Além do Rubro-Negro, a Udinese, da Itália e o Kashima Antlers, do Japão, puderam contar com a genialidade do craque brasileiro.

Na função de treinador, Kashima Antlers (Japão), seleção japonesa, Fenerbahçe (Turquia), Bunyodkor (Uzbequistão), CSKA Moscou (Rússia), Olympiakos (Grécia), seleção iraquiana, Al-Gharafa (Catar) e FC Goa (Índia), já foram comandados pelo brasileiro.