Arma que matou policial durante ocorrência na Paraíba disparou sozinha, diz delegada

Arma que matou policial durante ocorrência na Paraíba disparou sozinha, diz delegada

Cabo da Polícia Militar Emerson Thiago Soares de Lima, de 34 anos, foi morto após ser atingido por tiro acidental, em Campina Grande — Foto: TV Paraíba/Reprodução

O tiro que matou um policial militar durante uma ocorrência em Campina Grande partiu de uma submetralhadora que estava nas costas de um outro PM, conforme a delegada de Homicídios Nercília Dantas, que acompanha o caso. De acordo com a delegada, as primeiras investigações revelaram que a arma teria disparado sozinha enquanto os policiais tentavam conter um homem suspeito de desordem no bairro Monte Santo.

Na manhã desta terça-feira (10), a delegada contou ao G1 que a arma que disparou e matou o cabo Emerson Thiago Soares de Lima, de 34 anos, era uma submetralhadora .40, que estava com munição engatilhada no momento da ação dos policiais, na manhã da segunda-feira (9).

Conforme Nercília Dantas, o caso é tratado como um acidente de trabalho. “A gente ouviu várias testemunhas ontem [segunda-feira] e os depoimentos mostraram que essa arma que estava nas costas do policial é um modelo de arma que tem um histórico de disparar muito fácil, pesquisas apontam que já são vários incidentes ocorridos com esse modelo de arma”, explicou a delegada.

A delegada informou que, durante a ação no bairro Monte Santo, em nenhum momento os policiais precisaram utilizar as armas. “Em nenhum momento os policiais utilizaram armas para conter o homem que estava sendo imobilizado. A ação foi feita sem uso de força letal, apenas força física, quando os policiais tentavam conter o rapaz”, destacou.

Policial militar foi morto com um tiro por outro PM durante uma ação da polícia no bairro do Monte Santo, em Campina Grande — Foto: Mário Aguiar/TV ParaíbaPolicial militar foi morto com um tiro por outro PM durante uma ação da polícia no bairro do Monte Santo, em Campina Grande — Foto: Mário Aguiar/TV Paraíba

Policial militar foi morto com um tiro por outro PM durante uma ação da polícia no bairro do Monte Santo, em Campina Grande — Foto: Mário Aguiar/TV Paraíba

PM morto chegou ao local para ajudar colegas

Ainda de acordo com a delegada, o cabo Emerson Thiago não estava na primeira guarnição da PM que foi acionada ao bairro Monte Santo. “Tanto o policial que morreu, quanto o que estava com a arma que disparou, estavam em um segunda guarnição que chegou ao local para ajudar os outros PMs a conter um homem que estava causando medo aos moradores”, salientou.

Conforme Nercília Dantas, três policiais militares chegaram no bairro para conter suspeitos de estarem drogados e causando desordem na região. Ao chegar no local, um dos suspeitos teria reagido a prisão e desacatado os policiais.

“Os três PMs da primeira guarnição não conseguiram conter o homem e foi então que chegou outra guarnição no local. Nessa guarnição estavam o policial que morreu e o que estava com a arma, que acabou disparando durante a ação. Eles chegaram ao local pra ajudar, nem sabiam do que se tratava a ocorrência”.

Ainda segundo a delegada, no momento em que o cabo Emerson Thiago foi atingido com um tiro na cabeça, ele estava deitado no chão ajudando os outros PMs a conterem o homem que estava causando desordem, enquanto isso o outro policial estava em pé com a arma nas costas, que acabou disparando.

Um vídeo feito por moradores do bairro Monte Santo registrou o momento em que o policial militar pediu por socorro após atirar acidentalmente no colega. O vídeo teria sido gravado após o cabo Emerson Thiago ser atingido com um tiro na cabeça. As imagens mostram o PM baleado, já caído no chão, enquanto o policial que teria disparado acidentalmente continua em cima do suspeito de desordem no bairro. O PM grita por socorro, enquanto os outros policiais que estavam na ocorrência aparecem ao lado, um deles ao telefone.

Vídeo registrado por moradores foi gravado depois que o cabo da Polícia Militar Emerson Thiago Soares de Lima foi atingido com um tiro na cabeça por outro PM — Foto: TV Paraíba/ReproduçãoVídeo registrado por moradores foi gravado depois que o cabo da Polícia Militar Emerson Thiago Soares de Lima foi atingido com um tiro na cabeça por outro PM — Foto: TV Paraíba/Reprodução

Vídeo registrado por moradores foi gravado depois que o cabo da Polícia Militar Emerson Thiago Soares de Lima foi atingido com um tiro na cabeça por outro PM — Foto: TV Paraíba/Reprodução

Inquérito será encaminhado ao MPPB

Nercília Dantas informou que o inquérito será encaminhado ao Ministério Público da Paraíba (MPPB). “O inquérito pode ser concluído como homicídio culposo, se for constatado que houve negligência, imprudência ou imperícia. Mas, se não for constatado nada disso, o caso pode ser tratado como acidente sem culpa”, pontuou a delegada.

A delegada disse ainda que a submetralhadora que teria disparado sozinha contra o cabo Emerson Thiago foi encaminhada à perícia, que vai analisar se arma apresenta algum defeito.

Suspeito de desordem foi liberado após fiança

O suspeito de desordem, que estava sendo contido pelos policiais no momento em que o PM foi atingido com um tiro na cabeça, havia sido detido e encaminhado para a Central de Polícia Civil de Campina Grande. Mas, segundo a delegada, ele foi liberado após pagamento de fiança.

“Ele foi ouvido, mas, como no momento da ação estava totalmente drogado, não lembra de nada que aconteceu. Ele foi autuado em flagrante por perturbação, desacato e resistência, mas pagou fiança e foi liberado em seguida”, explicou Nercília Dantas.

Enterro do PM acontece nesta terça-feira

O enterro do cabo Emerson Thiago Soares de Lima está marcado para às 11h desta terça-feira (10), no Campo Santo Parque da Paz, no bairro Velame, em Campina Grande. Após ser atingido com um tiro na cabeça, o PM ainda chegou a ser socorrido e levado para o Hospital de Trauma de Campina Grande, mas não resistiu ao ferimento e morreu na unidade de saúde.

PM ainda foi socorrido para o Hospital de Trauma de Campina Grande, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde  — Foto: João da Paz/Ascom Trauma de Campina GrandePM ainda foi socorrido para o Hospital de Trauma de Campina Grande, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde  — Foto: João da Paz/Ascom Trauma de Campina Grande

PM ainda foi socorrido para o Hospital de Trauma de Campina Grande, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde — Foto: João da Paz/Ascom Trauma de Campina Grande

  • G1PB