Atlético cria muito, faz dois gols e abre boa vantagem sobre Defensor

Atlético cria muito, faz dois gols e abre boa vantagem sobre Defensor

Mais uma vez, o Atlético Mineiro perdeu chance atrás de chance. Mesmo assim, conseguiu dois gols e derrotou o Defensor, no Uruguai, por 2 a 0, para ficar bem próximo da fase de grupos da Libertadores.  Se não acontecer nenhum resultado catastrófico em Belo Horizonte, ou seja, vitória dos uruguaios por três gols de diferença, o Galo alcança os grupos da Liberta.  Bota o pé na forma Um início de jogo equilibrado tinha na bola parada o ponto alto dos dois times.

E foi através dela que o Atlético Mineiro conseguiu sair em vantagem. Depois de cobrança de falta de Cazares, Réver desviou e abriu o placar.  O segundo quase saiu logo em seguida. Cazares ia mandando mais um cruzamento na medida, dessa vez com a bola rolando, e para Ricardo Oliveira. Só que o goleiro Gastón Rodríguez conseguiu tirar a bola quase que da cabeça do atacante.  Ricardo Oliveira teve sua chance minutos depois.

O veterano ficou na cara de Gastón e chegou a tirar do goleiro, mas, com a coxa, a zaga conseguiu evitar que a bola entrasse.  Apesar de um vacilo ou outro da defesa, sempre amenizados por Victor, as melhores chances eram brasileiras. Mais uma vez, o Galo perdia um caminhão de gols. Aos 26, Ricardo Oliveira deixou a decisão com Luan, mas o Menino Maluquinho perdeu a chance. Aos 29, Chará mandou arremate muito próximo do poste.

Ricardo Oliveira ainda perdeu mais um aos 41.  Se não são quatro é por falta de pontaria O segundo tempo foi de mais chances perdidas pelos mineiros, algumas delas de Ricardo Oliveira. O jogo ficava perigoso. Laquintana teve oportunidade do empate, mas errou o alvo.  O time de Levir tinha tudo para deixar o campo com uma larga vantagem, mas  falhava de frente para o gol. Fábio Santos também saiu na cara de Gastón, mas parou no goleiro.

Mais preocupado que conseguir o segundo gol, Levir estava em fechar a defesa, que seguia dando espaços. O técnico tirou Ricardo Oliveira, que saiu reclamando, para dar lugar a José Welison.  Mesmo com a mudança, o ataque atleticano seguiu tendo chances… E as perdendo. Chará perdeu outra ao não aproveitar passe de Luan. Até que… Finalmente!!

Aos 32 minutos,  Patric foi bem ao fundo e cruzou na medida para Cazares. Parecendo um 9, o equatoriano tocou de cabeça e colocou mais um na conta. Poderiam ter sido 3, 4, 5… Mas a vantagem atleticana é, de qualquer forma, muito boa.

O Gol