Atlético Mineiro sai na frente, mas São Paulo busca empate no Independência

Atlético Mineiro sai na frente, mas São Paulo busca empate no Independência

No duelo de duas equipes que aspiram brigar na parte de cima da tabela, tudo empatado. Na noite desta quinta-feira (13), o Atlético Mineiro recebeu o São Paulo, na Arena Independência, em Belo Horizonte, e até saiu na frente após gol de Alerrandro validado pelo VAR. No entanto, Alexandre Pato foi às redes no segundo tempo e deixou tudo igual no duelo: 1 a 1.

Com o resultado, o Galo, que tinha chances de terminar a rodada no G4, chega a 16 e fica apenas com o quinto posto. Já o São Paulo acumula seu quinto jogo consecutivo sem vitória no Brasileirão e figura no nono posto do certame.

VAR dá vantagem ao Galo Mesmo fora de casa, foram do São Paulo as primeiras tentativas para ocupar o campo de ataque. Com o passar do tempo, o Galo equilibrou as ações e passou a ser perigoso pelo lado direito, principalmente com as descidas de Patric. A primeira chance contundente foi mineira. Aos 16, após bola lançada na área, a zaga são-paulina fez o corte e, na sobra, o equatoriano fez novo cruzamento para Igor Rabello, que subiu testando, mas mandou pela linha de fundo.

Tem se tornado repetitivo e redundante, mas o Tricolor paulista, mais uma vez, pecou demais e encontrou um caminhão de dificuldades para ser criativo no setor de meio campo e para articular jogadas. Quando conseguiu criar, Hernanes avançou com a bola e entregou para Reinaldo, pela esquerda.

O lateral devolveu para Hernanes, que, já na área atleticana, pegou muito mal na bola. Ela sai pela linha de fundo. Boa chegada, mas finalização muito ruim. Nos minutos finais, o Atlético aumentou o tom e chegou à trave com Réver, de cabeça, e quase marcou com Chará de fora, obrigando Tiago Volpi a fazer linda defesa.

Até que, aos 43, depois de cobrança de escanteio, Igor Rabello tocou de cabeça, a bola desviou em Toró e sobrou para o menino Alerrandro, iluminado, que dominou, limpou a marcação e abriu o placar no Horto. O assistente, porém, assinalou impedimento do atacante. Entretanto, o lance foi para revisão do VAR que, depois de alguns longos minutos de paralisação, confirmou o gol do Galo.

São Paulo busca empate Buscando evitar o quinto jogo consecutivo sem vitória no Campeonato Brasileiro, o técnico Cuca promoveu duas alterações em sua equipe no intervalo. Everton Felipe e Igor Gomes entraram nos lugares de Toró e Igor Vinícius. Logo no primeiro lance da segunda etapa, Igor Gomes, que acabara de entrar, arriscou chute forte de fora da área e obrigou Victor a fazer boa defesa em dois tempos. A resposta atleticana foi imediata.

Alerrandro fez linda jogada no meio campo, passou pela marcação e viu Patric livre pela direita. O lateral dominou e chutou forte. A bola desviou na defesa do São Paulo e saiu pela linha de fundo. Quase o segundo. No minuto seguinte, apos inversão de Luan, a bola chegou em Cazares, que bateu bonito. A pelota encontrou a trave e saiu. O São Paulo, que pouco assustou no primeiro tempo, não fez diferente nos primeiros minutos da etapa complementar.

De diferente, apenas uma finalização de Alexandre Pato, que aproveitou reposição de Tiago Volpi, dominou na área, chapelou o marcador e bateu com perigo. Mas Pato queria mais. Aos 27, Nenê fez ótima jogada pelo meio, carregou e deu bom passe para Alexandre Pato. O camisa 7 dominou já ajeitando para o pé direito e finalizou com muita força no gol de Victor, que nada pôde fazer. Tudo igual na Arena Independência. Nos minutos finais, a pressão foi toda atleticana em Belo Horizonte. Alerrandro, Geuvânio e Adilson até que tentaram, mas a rede não mais balançou no Horto. Tudo igual.

O Gol