Audiência Pública discute qualidade do transporte público na Grande JP

audiencia transporteDiscutir o que pode ser feito para melhorar a qualidade do transporte público na Grande João Pessoa. Este foi o objetivo da Audiência Pública realizada pela Assembleia Legislativa da Paraíba nesta terça-feira (19).

A Audiência contou com a presença dos deputados Toinho do Sopão (PEN), autor da proposição, e Janduhy Carneiro (PTN). Além disso, esteve presente o presidente da Associação das Empresas de Transporte Coletivo de João Pessoa (AETC-JP) e representantes da sociedade das cidades de Cabedelo, Bayeux, João Pessoa e Santa Rita.

“A cidade de João Pessoa necessita urgentemente de um estudo para apontar soluções para o trânsito. É um castigo para a população quando juntamos o problema do trânsito com a qualidade dos equipamentos para transportar a população”, ressaltou o deputado Toinho do Sopão.

O deputado Janduhy Carneiro (PTN) argumentou que a ALPB não pode ficar omissa e tem que cobrar das instituições a fiscalização dos equipamentos. “Não podemos permitir que veículos sucateados atendam a população e fiquem oferecendo riscos”, argumentou.

Já o vereador de Cabedelo, Junio da Tele, falou sobre a problemática da violência nas paradas de ônibus e dentro dos coletivos. “A população de Cabedelo vive amedrontada de andar no transporte coletivo no final da tarde. Os números da violência só aumentam a cada dia e não vemos nenhuma para coibir os bandidos”, enfatizou.

José Humberto, da Associação de Moradores da Zona Rural, fez um relato emocionado sobre a morte do seu sobrinho, em um acidente ocorrido no último dia 28 de setembro, nas proximidades da feira do Oitizeiro, e que teria sido causado por conta da falta de manutenção do veículo, conforme relatos dos feridos. No acidente, 4 pessoas morreram.

Outros participantes da Audiência também relataram problemas ligados ao sucateamento dos ônibus que fazem linha da Grande João Pessoa, além da falta de segurança dentro dos veículos. Alguns populares que participaram do evento também pediram melhorias no transporte ferroviário.

Assessoria