Aumenta a tensão entre palestinianos e israelitas

Aumenta a tensão entre palestinianos e israelitas

soldado israelitaO governo israelita anunciou a detenção de cinco membros do Hamas na Cisjordânia. Os homens são suspeitos de morte de dois colonos na semana passada. Entretanto o primeiro-ministro, Benyamin Netanyahu, promete mais repressão face ao “terrorismo palestiniano”.

Segundo o relato da correspondente da RFi em Jerusalém, Murielle Paradon, esta manhã várias casas palestinianas forma destruídas em Jerusalém-Este. As casas pertenciam aos autores que teve lugar no ano passado contra uma Sinagoga e que fez cinco mortos. Demolições de casas, reforço do dispositivo de segurança e carta-branca para as forças de ordem agir são estas as indicações do chefe do executivo.

Nos últimos dias o exército usou da força para reprimir as manifestações de palestinianos em várias cidades da Cisjordânia. A utilização de balas reais pelas forças de ordem tem sido sistemática. Dois jovens palestinianos foram mortos nas últimas 48 horas e o crescente vermelho palestiniano registou, desde sábado, centenas de feridos.

Colonos pedem mais segurança

O governo reage assim aos ataques mortíferos contras dois colonos na semana passada e contra dois israelitas na cidade velha de Jerusalém, no fim-de-semana. Ontem à noite, milhares de colonos concentraram-se em frente à residência do primeiro-ministro reclamando mais segurança e direito expandir mais colonatos. Segundo o direito internacional a construção de colonatos é ilegal.

Esta terça-feira a cidade velha de Jerusalém está novamente acessível aos palestinianos, mas os homens de 50 anos continuam proibidos de aceder à esplanada da mesquita, situação que promete mais tensão.

Noticiário Internacional