Auxiliar de RC nega “calote” e afasta tese que estado é “mau pagador”

gilberto_carneiro-300x172O procurador-geral do estado, Gilberto Carneiro, repudiou discursos da oposição de que o governo estaria tentando aplicar um “calote” nos fornecedores após a publicação do Ato Governamental nº5, assinado pelo governador Ricardo Coutinho (PSB), que criou uma Câmara de Conciliação para rever os contratos firmados pela gestão.

“Pelo contrário, é um reforço de que o estado irá cumprir com suas obrigações, fazendo o aprimoramento a gestão, tem que fazer isso de forma contínua e permanente. O governador recebeu o estado com 15 mil codificados, e hoje, diminuiu cinco mil”, disse.

Ele também refutou a tese de que o estado ficaria com a fama de mau pagador ao negociar o abatimento de 15% das dívidas de cada contrato.

“Como o estado vai ficar com fama de mau pagador se está dizendo que quer pagar?”, questionou.

O secretário também assegurou que o governo irá pagar a folha de janeiro dentro do mês trabalhado, mas evitou fazer projeções para os meses seguintes ao ponderar que a administração ainda não tem conhecimento dos valores do Fundo de Participação dos Estados (FPE) que serão repassados nos próximos meses.

Blog do Gordinho