Babalorixá joga búzios para ‘prever’ ano de personalidades da política do estado do Rio

Rio – A situação do Rio vai melhorar em 2018? Como será o ano para os principais políticos que foram presos? E a corrida eleitoral, quem deve estar no páreo? Essas perguntas estão pelas rodas de conversa por todo canto. Para esquentar ainda mais o debate, O DIA pediu para o babalorixá André Gallego de Omolu, do terreiro Egbe Alamoju Aiyè, jogar búzios e consultar como deve ser o ano de dez personagens da política fluminense.

Preso desde 17 de novembro, o ex-governador Sérgio Cabral fica na maior parte do tempo isolado dos demais detentosRodrigo Leal Felix / Gazeta do Povo

De acordo com Gallego, o caos na saúde será o principal problema do Rio, e episódios como o fechamento de hospitais devem ser constantes. Dor de cabeça à vista para Crivella e Pezão. Apesar da crise, o babalorixá revelou que os búzios anunciam um 2018 positivo para o prefeito, com boas alianças e crescimento político que alavancarão sua vida pública.

Já o governador não deve contar com a mesma sorte. As debilidades físicas, que já o fizeram passar por maus bocados, podem aparecer de novo em 2018. Na gestão, muitos erros, agravados pelo fato de dar pouca atenção a outras opiniões, diz Gallego.

Quem deve se dar bem é o ex-prefeito Eduardo Paes, protegido pelo orixá Exu. Seu traquejo político, que o permite agir como um camaleão, entrará em evidência para conseguir “mudanças da água para o vinho”. Segundo Gallego, os búzios preveem um ótimo ano, com boas perspectivas em uma eventual candidatura.

Adriana Ancelmo – Lágrimas constantes e solidão

Terá sérias dificuldades para preservar a saúde mental. Sofrerá com distúrbios emocionais e psíquicos causados por incômodo e arrependimento de atitudes passadas. Seguirá na prisão domiciliar, mas o maior enclausuramento é interior. As lágrimas serão constantes, e a solidão e a tristeza serão companheiras em 2018.

Anthony Garotinho – Saúde pessoal é o maior desafio

O principal obstáculo do ex-governador em 2018 não será na política, nem na Justiça, e sim na saúde. Deve escapar de um eventual retorno à prisão, mas algum órgão do corpo em específico causará transtornos em determinado período. O casamento com Rosinha também corre sérios riscos, pois ela viverá ano complicado.

Eduardo Paes – Ano de sucesso com auxílio de Exu 

Das dez personalidades analisadas pelo babalorixá, Paes é quem deve se dar melhor em 2018. Com ajuda e proteção do orixá Exu, estará sempre no lugar certo e na hora certa, com pessoas que poderão agregar valores em uma eventual candidatura. Só não pode confiar em todo mundo, pois corre o risco de sofrer alguma traição.

Flávio Bolsonaro – Expectativa, decepção e traição

Iniciará o ano muito bem, com ótimas perspectivas, mas novas descobertas o prejudicarão em sua empreitada profissional em meados de 2018. Caso concorra a algum cargo importante nas eleições, vai nadar e morrer na praia. Precisa tomar cuidado com pessoas de seu meio porque também pode haver traição a ele.

Jorge Picciani – Acusações e problema familiar

O ex-presidente da Alerj continuará enfrentando acusações comprometedoras de todos os lados e dificilmente sairá da cadeia. Viverá mau momento espiritual, agravado pela falta de um tratamento específico. Algum de seus filhos terá problema que vai movimentar negativamente a vida pública da família Picciani.

Luiz Fernando Pezão – Recaída e naufrágio político

O jogo de búzios revela que o governador do Rio, que já sofreu com um câncer linfático em 2016 e tirou outra licença médica em 2017, deverá se preocupar novamente com a saúde. A recomendação do babalorixá é que Pezão abdique da vida pública no último ano de seu mandato, pois tudo em que ele botar a mão vai dar errado.

Marcelo Crivella – Cidade em baixa, prefeito em alta

Mesmo com a crise no Rio, e até na prefeitura, Crivella ficará bem na fita e terá um ano de realizações pessoais na política, com habilidade para abafar as principais adversidades – em especial na saúde – e destacar os êxitos. Com boas alianças, alcançará uma projeção que garantirá mais alguns anos de imagem individual positiva.

Marcelo Freixo – Sentimentos afetam deputado

A vida política e as pretensões eleitorais de Freixo correm o risco de serem afetadas por pendências sentimentais e amorosas do deputado estadual. Precisará encontrar equilíbrio emocional e ter jogo de cintura para superar questões como a acusação de machismo feita por Priscilla Soares, sua ex-mulher.

Rosinha Garotinho – Casamento na berlinda e nova prisão

Além dos desafios familiares pelos quais passará, podendo até se separar de Garotinho, os búzios apontam que Rosinha terá novos casos de corrupção revelados e a volta à cadeia é provável. Pessoas anteriormente ajudadas pela ex-governadora podem se virar contra ela. Precisará batalhar muito para dar a volta por cima.

Sérgio Cabral – Novos rumos com ajuda inesperada

Seguirá com problemas judiciais e novas descobertas sobre suas relações com políticos e empresários serão feitas. Vai precisar de força para conseguir o que precisa, mas uma grande ajuda de pessoa inesperada trará benefícios que causarão uma reviravolta em sua situação, com fôlego extra para encarar as dificuldades.

 O Dia