Bangu vira no fim, vai para semifinal da Taça Rio e complica o Vasco

Bangu vira no fim, vai para semifinal da Taça Rio e complica o Vasco

O momento não é dos mais animados em São Januário. Na noite deste sábado, o Bangu conseguiu a virada na Colina, por 2 a 1, complicando o Vasco da Taça Rio.  É difícil, mas vamos tentar entender o que esse resultado diz. Primeiro de tudo, o mais simples: o Bangu está na semifinal da Taça Rio. Ponto. Parte dois: O Cruz-Maltino se complica na Taça Rio e terá de torcer, pelo menos, para o Volta Redonda ser derrotado pelo mesmo número de gols domingo, contra o Boavista.

Ainda assim, o Gigante da Colina já está garantido nas semifinais do Carioca. Se ganhar a Taça Rio, porém, garante vaga na final direto. Mas a Taça Rio já se complicou na Colina…  Base tenta salvar O Bangu surpreendeu São Januário ao dominar os primeiros minutos de jogo. As primeiras boas chances de gol foram banguenses, e logo a torcida da casa começou a perder a paciência.

O Vasco acordou perto dos dez minutos, e criou três boas chances de marcar. Mas a atuação da equipe de Alberto Valentim, mais uma vez, não era regular, e variava muito no decorrer da partida.  Danilo Barcelos tentou tirar um pouco da pressão em cima do time em chute de fora da área, mas Jefferson voou no ângulo para fazer uma linda defesa e evitar o gol.

Quando o intervalo já se aproximava, e as vaias já começavam a pedir passagem, a base tentou salvar o Vasco. Cáceres apareceu bem pela ponta e mandou para Rossi, que concluiu bonito, mas parou em Jefferson. No rebote, Tiago Reis abriu o placar.  Nada de alívio O gol, que poderia significar alívio para os donos da casa, não tranquilizou o time. Na volta do intervalo, o Bangu mostrou disposição para correr atrás do prejuízo.

O empate banguense saiu em marcação de pênalti após desvio de mão de Danilo Barcelos na área. Anderson Lessa cobrou firme para estufar a rede.  O clima ia ficando ruim na Colina quando Alberto Valentim chamou Maxi López. O argentino deu uma animada nos primeiros minutos em campo, mas logo o time voltou a tirar a paciência do torcedor.

A gota d´água veio já nos acréscimos. Marcos Júnior aproveitou contragolpe veloz para dar a vitória ao time de Moça Bonita. Há pouco tempo invicto, o Vasco soma outra derrota, e aumenta a impaciência em São Januário.

O Gol