João Pessoa 12/12/2018

Início » Destaque » Benedetto volta a ser carrasco, Boca arranca empate e derruba Palmeiras no Allianz Parque

Benedetto volta a ser carrasco, Boca arranca empate e derruba Palmeiras no Allianz Parque

Benedetto voltou a fazer o torcedor palmeirense sofrer, dessa vez no Allianz Parque. O atacante argentino ajudou, com um gol, o Boca Juniors a arrancar o empate em 2 a 2 para derrubar o Palmeiras da Libertadores.

O time argentino, que havia vencido em casa por 2 a 0, alcança a final da competição e terá pela frente na grande decisão o maior rival, River Plate, que havia derrubado o Grêmio na terça.

Sofrimento palmeirense entre uma polêmica e outra

Luiz Felipe Scolari apostou em duas mudanças para o jogo decisivo: Lucas Lima e Deyverson. Os dois quase conseguiram ajudar o Palmeiras a sair na frente ainda antes dos dez minutos: Lucas Lima lançou Deyverson, que mandou para Dudu cruzar e Bruno Henrique mandou para dentro. O lance foi validado em um primeiro momento, mas o VAR chamou, e um impedimento de Deyverson acabou marcado.

Se Grêmio e River já havia gerado muita polêmica, o jogo do Allianz Parque caminhava para o mesmo caminho. Do outro lado, os argentinos reclamaram de gol em defesa de Wéverton. Parte da bola passou da linha, mas não a totalidade.

O susto indicava que o jogo era um perigo constante para o Alviverde, que ia ao ataque, mas deixava muito espaço atrás. O Boca aproveitou e, após cruzamento da direita, Ramón Ábila abriu o placar.

Se a coisa já estava complicada, depois do gol se tornou uma missão quase impossível. Eram necessários quatro gols, sem sofrer nenhum. O Verdão tentava manter a cabeça no lugar, e a bola no chão, mas o desespero era inevitável, na medida que o tempo ia passando.

O fantasma voltou

Os paulistanos voltaram para o segundo tempo com Moisés. Pareciam, enfim, recuperados pelo gol anulado. O estádio acordou mesmo quando, após sobra de falta cobrada por Lucas Lima, a bola acabou ajeitada para Luan empatar.

Poucos minutos depois, Dudu acabou derrubado na área e conseguiu um pênalti. Gustavo Gómez mandou para a rede na cobrança. Faltava meia hora de jogo…

Metade do trabalho já estava feito, e Felipão colocou Borja para aumentar a pressão. No primeiro lance, o colombiano quase marcou de cabeça. Era o Boca que estava em baixa.

Só que o fantasma Benedetto entrou em campo, e aproveitou um Felipe Melo completamente perdido para acabar com as esperanças alviverdes. O atacante argentino, autor de dois gols na Bombonera, acertou chute de fora da área para empatar de novo a partida.

Não houve reação ao gol: Benedetto não será esquecido facilmente no Allianz Parque. Resta agora ao Palmeiras lutar pelo título brasileiro. Já o Boca é aguardado pelo… River! Que final!!

O Gol