Berg Lima reassume Prefeitura de Bayeux após 17 meses afastado

Berg Lima reassume Prefeitura de Bayeux após 17 meses afastado

Berg Lima reassumiu o comando da Prefeitura de Bayeux no final da manhã desta quarta-feira (19) após o prefeito interino, Mauri Batista, conhecido como Noquinha, ser notificado da decisão judicial que determinou o retorno de Berg. Preso em julho de 2017, o prefeito estava afastado há 17 meses.

Em contato com o Portal MaisPB, o prefeito afirmou ter sido ‘injustiçado’. “Vou dar resposta à população. Nosso compromisso é com o povo de Bayeux. A Justiça de Deus pode até demorar um pouco mas ela é sincera e acontece no momento certo”, comemorou.

Segundo ele, o momento é de equilibrar as contas da cidad, pagar de salários atrasados  de servidores e discutir políticas públicas.

Berg chegou com o filho no colo e fogos de artifício. Na porta de Prefeitura, não houve protestos e o clima na chegada do gestor era de tranquilidade. Com camisas da cor azul, alguns apoiadores de Berg o aguardavam. Antes mesmo do prefeito chegar, Noquinha já havia sido notificado pelo oficial de Justiça, que também estava no local.

Entenda

O desembargador Marcos Cavalcanti concedeu liminar na noite desta terça-feira (18).  O magistrado argumentou que manter Berg afastado do cargo, neste momento, mostra-­se condenação antecipatória, em razão da iminência de expirar o prazo para o término do seu mandato.

O mesmo argumento foi utilizado pelo ministro do Superior de Tribunal de Justiça (STJ), Sebastião Reis Júnior, ao conceder habeas corpus e determinar o retorno de Berg à Prefeitura.

MaisPB