Bilbao empata com Barça no Camp Nou e conquista a Supercopa

O Athletic Bilbao conquistou enfim seu primeiro título desde 1984, a Supercopa da Espanha, com o empate de 1 a 1 com o Barcelona, no Camp Nou, dado que havia vencido o primeiro jogo por 4 a 0. O time catalão, a exemplo de Neymar, o seu principal desfalque, parecia com caxumba, pois como o próprio público presente no estádio, formada por muitos turistas, não mostrou futebol e sequer vibração, ao contrário do adversário, que soube aproveitar a vantagem obtida em casa.

atlético bilbaoAduriz comemora gol de empate do Bilbao no Camp Nou (Foto: Josep Lago/AFP)

O Athletic, como era de se esperar, entrou retraído, tentando povoar todos os setores do seu campo, deixando o Barça com a posse da bola, esbarrando no entanto, e quase sempre, na sua retranca. O Barça, apesar da pressão, só conseguiu superá-la numa conclusão de Piqué no travessão, aos cinco minutos, e no gol de Messi – sim, ele jogou – após passe de Suarez, aos 43. A melhor chance porém foi dos bascos, com Eraso, que bateu livre para fora.

De qualquer forma, o 1 a 0 manteve a expectativa em torno do que chamam na Espanha de “remontada”, ou seja, num placar que levasse o time catalão ao título.

O Barça voltou para a etapa final já meio no desespero, errando passes com frequência, e a situação complicou de vez quando Piqué xingou a arbitragem e recebeu o cartão vermelho. Bastava ao Athletic segurar atrás e liquidar num contra-ataque. Aos 22, Luis Enrique mexeu no time. Mas quem marcou foi o carrasco Aduriz, autor de três gols na partida de ida, aos 29 minutos: 1 a 1.

Cá entre nós, o Athletic mereceu.

Lancenet