João Pessoa 24/05/2019

Início » Cidades » Bloco Céu na Terra comemora 18º carnaval em tom de resistência

Bloco Céu na Terra comemora 18º carnaval em tom de resistência

Do alto de seus 18 carnavais em Santa Teresa, o bloco Céu na Terra comemorou a sua maioridade com ares de resistência no pré-carnaval deste ano. Com o tema “Fé menina e fé menino”, que faz uma alusão ao hit “Homem feminino”, de Pepeu Gomes, a agremiação foi a responsável por girar a ignição da folia deste sábado pela cidade, ao fazer a sua primeira saída oficial do ano.

A concentração começou no Largo dos Guimarães e desceu as ruas Paschoal Carlos Magno e Monte Alegre. O grupo entoou marchinhas carnavalescas clássicas (como “Bandeira Branca”), melodias e gritos de “Marielle Presente” e “Lula livre”, tudo em meio a bonecos gigantes e pernas de pau. Marielle está presente no desfile tanto em bonecos e fantasias, com gente levando placas, quanto nas palavras de ordem.

Fantasiada de piranha junto das amigas, a cantora e atriz Maria Talita de Paula acordou cedo para acompanhar a agremiação.

— O encontro das pessoas para festejar ainda é importante, mesmo com o país nessa situação — disse ela.

Já a socióloga Fátima Portilho resolveu assustar os foliões mais conservadores ao comparecer de “Fantasma do comunismo”. A sua fantasia fez muito sucesso:

— O pior é que tem muita gente que se assusta de verdade. O que é uma bobagem.

A fotografa Gabriela Lopes compareceu fantasiada como as mulheres da série “The Handmaid’s Tale”.

— Acho que essa fantasia representa um medo muito presente, que tem a ver com o momento atual e que, mesmo distópico, não parece impossível. As mulheres costumam conhecer mais a fantasia do que os homens.

Um grupo de “misses” formado por cinco amigos de longa data não parava de fazer fotos com os passantes. Eles representam um grupo de mais de 60 (!) que se reúnem todo ano, sempre com a mesma temática.

– É tradição já. Este é o nosso décimo carnaval com essa fantasia – disse o psicólogo Renato Café, a “Miss Café”.

Durante o trajeto, alguns moradores aliviavam o calor dos passantes com mangueiras de água. O desfile terminou no Largo das Neves.

Extra