Blog de WS analisa história e significado de Eleição no Ministério Público

O Blog de Walter Santos traz em sua última abordagem trata da eleição no Ministério Público do Estado para escolha de Lista Tríplice da qual sairá o futuro Procurador Geral de Justiça a ser nomeado pelo governador Ricardo Coutinho.

Conheça os detalhes do processo:

A sociedade paraibana acompanha com atenção o processo eleitoral no Ministério Público que elegerá no próximo dia 29, através de voto direto dos 215 membros do segmentos (procuradores e promotores) a lista tríplice para escolha do novo Procurador Geral de Justiça em substituição ao atual titular Bertrand Asfora concluindo mandato com reeleição.

Sobretudo nos últimos tempos, o MPPB tem exercido papel decisivo na fiscalização atenta em busca da ética no serviço publico combatendo desvios, além de sua importância no conjunto inter-poderes.

Pelo que aponta as regras, são sete os candidatos colocando seus nomes à disposição da categoria. São eles os promotores de Justiça Amadeus Lopes Ferreira, Clístenes Bezerra de Holanda, Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho, João Arlindo Corrêa Neto e João Geraldo Carneiro Barbosa; e os procuradores de Justiça José Roseno Neto e Valberto Cosme de Lira.

O QUE SIGNIFICA NA BASE

Embora a ação de candidatar-se trate de uma prerrogativa individual aos integrantes do Ministério Público, se faz importante admitir que o processo abriga silenciosamente a extensão de uma ação coletiva de promotores e procuradores, cujo movimento começou lá atrás com Alexandre, o atual Procurador, Bertrand Asfora, os ex-promotores Oswaldo Trigueiro Filho, Fred Coutinho (hoje desembargadores) com natureza de renovação, entre outros.

Começou lá atrás quando esse Movimento impediu que a então Procuradora Geral de Justiça, Janete Ismael, aprovasse na Assembleia Legislativa durante o Governo Cássio norma determinando que só Procuradores pudessem assumir o cargo máximo do MPE.

Lembramos que tivemos participação decisiva nesta questão abordando criticamente esta restrição participativa por isso cinco promotores podem participar da disputa hoje.

MAIS PROXIMIDADE

Todos os candidatos são idôneos, entretanto, João Arlindo, Amadeus Lopes, Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho e Valberto Cosme de Lira são dos que têm identidade com o Movimento hoje liderado por Betrand Asfora.

Aliás, Bertrand tem falado pouco sobre o processo e anda afastado das funções retornando às vésperas da votação.

Wscom