João Pessoa 17/12/2018

Início » Destaque » Bolsonaro confirma deputado Mandetta como ministro da Saúde

Bolsonaro confirma deputado Mandetta como ministro da Saúde

É o 10º ministro confirmado E o 3º nome do DEM na Esplanada

O deputado federal Luiz Mandetta (DEM-MS) foi secretário da Saúde de Campo Grande de 2005 a 2010 e está no 2º mandato na Câmara Lúcio Bernardo Jr/Câmara dos Deputados

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, confirmou nesta 3ª feira (20.nov.2018) o nome do deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS) como ministro da Saúde de seu governo.

Ver imagem no Twitter

Jair M. Bolsonar
Com o apoio da grande maioria dos profissionais de saúde do Brasil, anuncio como futuro Ministro da Saúde, o Doutor Luiz Henrique Mandetta.
Com 53 anos e natural de Campo Grande (MS), Mandetta é formado em medicina pela Universidade Gama Filho, no Rio de Janeiro. Fez pós-graduação em Ortopedia Pediátrica na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

O futuro ministro foi secretário da Saúde de Campo Grande de 2005 a 2010. Está no 2º mandato como deputado federal. Foi filiado ao MDB de 2003 a 2009, quando migrou para o DEM. Colaborava com o plano de governo de Bolsonaro na área da Saúde.

Além de Mandetta, já foram confirmados Paulo Guedes (Economia), Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública), general Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia), Tereza Cristina (Agricultura), general Fernando Azevedo e Silva(Defesa) e Wagner Rosário (Controladoria-Geral da União).

Mandetta é o 3º deputado do DEM na Esplanada. Lorenzoni e Tereza Cristina também são filiados à sigla.

Até agora, serão, pelo menos, 17 pastas. Eis 1 infográfico com os ministros já anunciados:

 

MINISTÉRIO DA SAÚDE

Considerado 1 dos mais importantes, o ministério da Saúde tem o 2º maior orçamento e o maior número de pessoal.

São 101.838 servidores ativos e 1 orçamento de R$ 131,4 bilhões para este ano. O valor de 2019 ainda está em negociação com o Congresso.

A área é tida como prioritária, já que a saúde é citada com frequência como uma das maiores preocupações dos brasileiros.

Poder360