João Pessoa 18/02/2019

Início » Destaque » Bolsonaro indica outro militar para gerência da Petrobras

Bolsonaro indica outro militar para gerência da Petrobras

Tenente Marcelo Dias ficará na segurança - Reiterou a nomeação de amigo pessoal

O presidente eleito Jair Bolsonaro recebeu medalha do Pacificador com Palma. A cerimônia ocorreu no Quartel General do Exército. A honraria concedida tem como base ato feito por Bolsonaro em 1978. Na época, salvou um soldado da 2ª Bateria de Obuses do 21º Grupo de Artilharia de campanha, que estava prestes a se afogar durante atividade de instrução militar. Brasília, 05-12-18. Foto: Sérgio Lima/Poder360

O presidente da República, Jair Bolsonaro, chamou a ex-gerente de Segurança da Petrobras de “petista”

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta 6ª feira (11.dez.2019) a indicação do tenente Marcelo Dias para ser gerente de Segurança da Petrobras. É o 2º militar indicado para uma gerência da estatal em menos de 24 horas.

O chefe do Executivo ainda reiterou a nomeação de capitão Nagem como chefe da Segurança da estatal. Na 5ª feira (10.jan), Bolsonaro anunciou o “amigo de longa data para o cargo.

Ver imagem no Twitter

O capitão Nagem, funcionário da Petrobrás, ocupará a vaga da petista Regina Miki (foto) na Chefia de Segurança.
Para a Gerência de Inteligência foi indicado o Ten R/2 Marcelo Dias (também concursado) que foi retirado por Miki dessa mesma função em 2018.
Parabéns Petrobrás!

Bolsonaro ainda aproveitou o tweet para criticar a ex-chefe de Segurança da empresa Regina Miki, demitida em dezembro de 2018.

Com uma foto de Miki acompanhada de pessoas com faixas da campanha de 2014 da ex-presidente Dilma Rousseff, o capitão da reserva chamou Miki de “petista” e disse que a ex-funcionária retirou Marcelo Dias da Gerência de Inteligência.

Poder360