João Pessoa 17/12/2018

Início » Notícias » Bolsonaro retoma reuniões com autoridades em Brasília na 3ª feira

Bolsonaro retoma reuniões com autoridades em Brasília na 3ª feira

Presidente eleito, Jair Bolsonaro, durante encontro com os governdores eleitos, no CICB. Brasilia, 14-11-208. Foto: Sérgio Lima/Poder 360

Na última semana, Bolsonaro reuniu-se pela 1ª vez com governadores eleitos. Na 4ª feira (21.nov.2018), encontra-se com os futuros mandatários do Nordeste

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, desembarca em Brasília nesta 3ª feira (20.nov.2018) para continuar a série de reuniões com autoridades e conversas com integrantes do governo de transição. Fica na cidade até 6ª (23.nov), quando volta para o Rio de Janeiro.

Na 3ª, o militar encontra-se com o ministro da Transparência e da CGU (Controladoria-Geral da União), Wágner Rosário e o presidente do TCU, Raimundo Carreiro. Bolsonaro participa de audiência com a Associação das Santas Casas do Brasil.

O Ministério da Transparência e CGU é uma unidade que ainda não teve nome anunciado para 2019. Bolsonaro sinalizou que a pasta seria fundida a outra, mas recuou e pretende mantê-la separada.

O militar também se reunirá com a procuradora-geral da República, Raquel Dodge. A PGR o denunciou por racismo em abril, mas o STF barrou a continuidade do processo.

Bolsonaro tem reunião marcada para 4ª com os 9 governadores do Nordeste. O encontro foi articulado pelo chefe do Executivo do Piauí, Wellington Dias (PT), único da região presente no 1º evento de mandatários estaduais com o militar.

O presidente eleito também deverá continuar conversas com integrantes do novo governo no CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), sede do governo de transição.

O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, também define nesta semana os integrantes da sua pasta. Moro fará uma reunião nesta 2ª para discutir o assunto.

O Centrão começa a se movimentar em torno do governo Bolsonaro. Na 4ª feira, ACM Neto (DEM) reúne-se com o colega de partido e futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

Já a Executiva nacional do PSDB discute na 5ª feira se apoiará ou não o novo governo.