Botafogo Ribeirão Preto perde jogo da ida para Botafogo-pb pela série C do brasileirão

Botafogo Ribeirão Preto perde jogo da ida para Botafogo-pb pela série C do brasileirão

Apagado, Pimentinha tenta escapar da marcação do Botafogo-PB (Foto: Raul Ramos / Agência Botafogo)

O Botafogo-PB saiu em vantagem contra o Botafogo no jogo de ida das quartas de final da Série C do Campeonato Brasileiro. Na noite deste domingo (19), o Belo venceu pelo placar de 1 a 0, com gol marcado por Juninho, no Estádio Almeidão, em João Pessoa-PB.

A vitória dos donos da casa poderia ter sido ainda maior, afinal no 1º tempo o goleiro Tiago Cardoso salvou o Tricolor ao defender uma cobrança de pênalti e também o rebote do meia Marcos Aurélio. O Pantera manteve postura defensiva para tentar segurar um empate e quando saiu ao ataque teve apenas poucas chances com Felipe Augusto.

O jogo da volta entre as equipes acontecerá no próximo domingo (26), às 19h, no Estádio Santa Cruz. O time paraibano terá a vantagem de atuar pelo empate para conquistar o acesso. Já o Botafogo terá que vencer por um gol de diferença para levar a decisão para os pênaltis e por dois gols de diferença para conquistar a vaga na Série B do Brasileiro de 2019 de maneira direta.

O jogo 
Com o meio de campo reforçado por três volantes, o Botafogo povoou o setor e ofereceu pouco espaço para a progressão dos donos da casa. A solução encontrada foi tentar chutes de longa distância e em um destes lances Clayton obrigou o goleiro Tiago Cardoso a fazer a primeira defesa da partida.

O contra-ataque foi a aposta principal do Tricolor. Depois de escapada rápida de Felipe Augusto, o atacante deixou o marcador na saudade e bateu cruzado no canto. O goleiro Saulo se esticou todo e espalmou a bola para escanteio.

Aos 25 minutos, o árbitro Wilton Pereira Sampaio viu empurrão do zagueiro Plínio em cima do atacante Leandro Kível dentro da área. Pênalti marcado para o Botafogo-PB, mas foi nesse momento que brilhou a estrela do goleiro Tiago Cardoso. Marcos Aurélio bateu no canto direito, o goleiro do Pantera fez a defesa e no rebote ainda salvou de novo na segunda tentativa do camisa 10 do time paraibano.

O Botafogo foi responder aos 38 minutos. O time botafoguense fez boa troca de passes pela direita e Marcos Martins fez o cruzamento. Felipe Augusto subiu livre de marcação e testou firme, mas Saulo estava bem colocado e deu um tapinha salvador na bola para fora.

Felipe Augusto ainda teve uma terceira chance na etapa inicial. Leandro Salino se desgarrou da marcação, escapou pela ponta esquerda e fez a assistência para o camisa 10. Ele pegou de primeira na bola, mas no caminho o zagueiro do Belo se atirou no lance e conseguiu interceptar o tiro que tinha endereço certo.

O time paraibano se lançou ao ataque e foi para o tudo ou nada para não desperdiçar o fator casa para abrir alguma vantagem no mata-mata. O cruzamento veio da esquerda do ataque do Belo e encontrou Juninho, que se livrou da marcação de Peri e cabeceou a bola para o fundo das redes.

Em desvantagem, o técnico Léo Condé decidiu mudar um pouco a postura defensiva da equipe. Os atacantes Éverton Santos e Élder Santana foram as apostas para o 2º tempo, mas o Botafogo só conseguiu chegar uma única vez em um chute fraco, de longe, de Felipe Augusto.

Arte: Gaspar Martins / A Cidade

A CidadeON