Brasil e Espanha apreendem 340 kg de cocaína

A polícia espanhola confiscou 340 kg de cocaína, procedente da América Latina, ocultos em contêineres de transporte marítimo com a colaboração das autoridades brasileiras. “A Guarda Civil, no âmbito da operação ‘Aventador’, desenvolvida conjuntamente com a Polícia Federal do Brasil, interceptou no Porto de Algeciras dois contêineres que levavam 120 e 220 quilos de cocaína, respectivamente, oculta entre mercadorias legais”, informou em um comunicado.

 

Situado no sul da Espanha, o porto de Algeciras, um dos de maior tráfego na Europa, é um dos principais pontos de entrada da droga no país. “Os portos têm muito movimento, os produtos perecíveis têm que sair rápido e não se pode imobilizar um porto olhando todos e cada um dos contêineres”, explicou, recentemente, à AFP o chefe do setor anticocaína da brigada central de entorpecentes da polícia espanhola, José Antonio Rodríguez.

 

Os contêineres utilizados na ocasião transportavam sucata e roupas usadas para reciclagem. “Partiram do Chile e dos Estados Unidos fazendo escala no Panamá, local onde os investigadores suspeitam que a organização possa ter carregado a droga”, disse a polícia.

 

Segundo os investigadores, os traficantes utilizaram o método conhecido como “rip-off”, que consiste em “introduzir a droga no contêiner no porto de origem ou escala, com desconhecimento da empresa exportadora da carga legal que transporta”. “Depois que o contêiner está no porto de destino, pessoas da mesma organização retiram o entorpecente após romper os lacres do contêiner e os substituem por lacres falsos”, explicou a polícia espanhola.

 

A Guarda Civil e a Polícia Federal Brasileira seguem investigando para identificar os responsáveis pelos envios e as pessoas que deveriam recolher o material na Espanha, acrescentou, ressaltando que “esta nova operação é fruto da frequente cooperação internacional das autoridades espanholas na luta contra o narcotráfico”.

 

Principal porta de entrada na Europa da cocaína procedente da América Latina e do haxixe do norte da África, a Espanha tem o recorde europeu de apreensões de ambas as drogas. Em 2012, a polícia espanhola confiscou 20,7 toneladas de cocaína, 24,9% a mais que em 2011, segundo o ministério do Interior.