Breno deixa a prisão na Alemanha e é transferido para instituto residencial

brenoO zagueiro Breno, acusado e condenado a quase 4 anos de prisão por ter ateado fogo na sua própria casa em 2011, em Munique, na Alemanha, deixou a prisão de Stadelheim, onde cumpria a pena em regime semiaberto, e foi transferido para uma espécie de instituto residencial de justiça na cidade da Baviera, chamado Freigängerhaus, informou o diário Bild.

Com isso, o brasileiro vai continuar trabalhando no Bayern de Munique como membro da comissão técnica das equipes de base do clube e terá que voltar ao alojamento nos dias úteis, após às 18h, apenas para dormir. A grande mudança é que Breno poderá passar os finais de semana com a sua família.

Atualmente, o instituto Freigängerhaus conta com 32 condenados, incluindo o brasileiro, todos vivendo a mesma situação, trabalhando em horário comercial e voltando ao local para passar a noite. Entre eles está Gerhard Gribkowsky, proprietário do banco de investimentos BayernLB e que foi condenado por receber suborno de Bernie Ecclestone, chefão da Fórmula 1.

A expectativa é de que Breno, 24 anos de idade, seja solto de vez entre os meses de março e abril de 2014, podendo sair da Alemanha e voltar para o São Paulo. No final de 2012, o clube paulista revelou que assinou um contrato de três temporadas com o defensor, “visando dar segurança, estabilidade e acima de tudo perspectiva para o jogador”, como explicou um comunicado oficial.

IG.