Candidatos a prefeito de JP poderão gastar até R$ 1,8 milhão no primeiro turno

dinheiro 2A campanha para prefeito de João Pessoa nas eleições deste ano terá um limite de gasto de R$ 1,8 milhão, por candidato, no primeiro turno. No segundo turno, esse valor será de R$  552 mil.

Os dados foram divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE)  com base numa lei de setembro que fixou os tetos para as despesas de campanha.

Quem pretende disputar o mandato de vereador na Capital poderá ter despesas de campanha até o valor de R$ 204,7 mil.

A campanha eleitoral em João Pessoa será s sexta mais barata entre as capitais do país, ganhando apenas de Teresina, Boa Vista, Belém, Macapá e Rio Branco.

Já as campanhas mais caras serão em São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro.

Esses limites, porém, ainda deverão subir cerca de 30%, correspondentes à inflação acumulada entre outubro de 2012 a junho deste ano (levando em conta as projeções do mercado).

A ordem das capitais com maior limite de gastos (veja na tabela ao lado) corresponde ao ranking das campanhas mais caras de 2012.

Isso porque a minirreforma eleitoral definiu os atuais limites com base nos maiores gastos realizados em cada cidade na eleição passada.

A nova lei estabeleceu que o teto para cada candidato gastar no primeiro turno em 2016 será de 70% do gasto total do candidato que mais gastou em 2012.
No caso dos pleitos que tiveram dois turnos, o limite será de 50% da campanha mais cara. Para o segundo turno deste ano, o limite será de 30% do teto estabelecido para o primeiro turno.

Nos municípios com até 10 mil eleitores, o limite será único: até R$ 100 mil para candidatos a prefeito e até R$ 10 mil para vereador.