Cantor de brega é preso suspeito de estuprar duas irmãs dentro de matagal em Santa Rita - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Cantor de brega é preso suspeito de estuprar duas irmãs dentro de matagal em Santa Rita

delegadoUm cantor de música brega identificado como sendo Cristiano Vasconcellos Silva, 36 anos, foi preso na noite dessa terça-feira (4) suspeito de ter estuprado duas irmãs de 12 e 14 anos, nessa segunda-feira (2), na cidade de Santa Rita, região metropolitana de João Pessoa. As vítimas ficaram em estado de choque quando reconheceram o homem.

De acordo com Everaldo Medeiros, delegado Seccional de Santa Rita, a Polícia Civil recebeu uma informação sobre o possível acusado e uma equipe do serviço de inteligência da PC foi até a casa dele.

–  Recebemos uma denúncia anônima e fomos até o bairro Eitel Santiago, na casa dele,  e o trouxemos para a delegacia. Pegamos as vítimas e o menor que estava com elas e levamos o trio para a sala de reconhecimento da delegacia. Quando os três viram ele, a menor de 12 anos entrou em estado de choque – disse o delegado.

Everaldo Medeiros informou que o exame de conjunção carnal feito nas menores confirmou o abuso sexual. “Elas foram submetidas a exames no Instituto de Polícia Científica de João Pessoa e o perito foi enfático em dizer que houve estupro. A garota de 12 anos estava com sangramento e dores nas partes íntimas”. Ele está preso na 6ª Delegacia Distrital e será levado para o Presídio Padrão de Santa Rita ainda nesta quarta.

De acordo com a mãe das garotas, as meninas foram visitar a avó no bairro Eitel Santiago e estavam na parada de ônibus para retornar pra casa quando pegaram um carro, que seria um veículo que faz transporte alternativo.

– As meninas afirmaram que entraram no carro todo preto e com vidros fumê onde além do motorista estava um senhor. O homem desceu logo em seguida e o suposto motorista alternativo dizendo que estava armado seguiu com as garotas e o menino para um matagal – disse a mãe.

As vítimas relataram que o homem abusou de uma menina e logo depois da outra. Todo o estupro foi presenciado por uma menino de 6 anos. “Elas disseram que foram abusadas dentro do carro e o menino viu toda a cena. As garotas revelaram que o acusado as ameaçavam de morte caso não fizessem sexo com ele”, disse um policial civil.

 

Portal Correio